Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

09/11/16

Garotas de Anime podem salvar Metrô de Kyoto




Pelo alto custo de vistorias e preservação histórica, Kyoto apela para garotas anime para salvar o metrô

Com mais de 300 mil pessoas se apertando nos trens todos os dias, qualquer um pensaria que o Metrô Municipal de Kyoto estaria tranquilo financeiramente. Mas não é bem assim. O status da cidade, como antiga capital do Japão, é visto como orgulho e chamariz para viajantes e estrangeiros, mas ser uma cidade com tanto história do Japão significa que qualquer construção subterrânea só pode ser feita após extensas avaliações e vistorias para garantir que nenhum artefato ou espaço cultural seja danificado no processo.

Portanto, os custos de manutenção e expansão para o metrô de Kyoto são, geralmente, mais do que o dobro do que qualquer cidade de tamanho similar e com menos significância histórica gastaria. Então para ajudar a arrecadar os valores necessários para tratar o passado de Kyoto como se deve, os operadores do Metrô estão apelando para algo um pouco mais moderno: lindas garotas estilo anime.

Ironicamente, o Metrô de Kyoto possui uma das maiores tarifas do país, com um bilhete apenas para a próxima estação da linha custando 210 ienes (aproximadamente R$6,30). Mesmo assim, a linha tem operado com um déficit enorme há alguns anos. Em 2010, apesar de possuir uma média de 330 mil passageiros por dia, o Metrô de Kyoto ainda publicou uma perda de 8,6 bilhões de ienes no ano, aproximadamente 260 milhões de reais.

Para conseguir voltar a ter números positivos, o Metrô de Kyoto diz precisar de 50.000 passageiros a mais por dia. Para isso, vários métodos foram colocados para tentar atrair pessoas a utilizarem o Metrô, seja colocando elas na própria utilização ou nas estações.

Mas o método que atraiu mais atenção foi a criação de um grupo de "mascotes" do Metrô em estilo anime.


O Esquadrão de Desafio Moe Moe, um sub grupo formado pelos membros mais jovens do comitê encarregado em aumentar o número de passageiros do Metrô, tiveram a ideia de dar um "rosto" para as linhas. E, como de costume no Japão, se você vai escolher um rosto, é bom que ele seja a de uma linda estudante 2D, que por fim acabou levando a criação de Moe Uzumasa em 2011.


Moe, uma garota de 17 anos cheia de energia, logo recebeu a companhia de suas amigas Saki Matsuga, uma garota do clube de atletismo de sua escola, e da sua amiga de infância e guitarrista, Misa Ono, com quem ela vai ao shopping uma vez por semana (usando o Metrô, obviamente).

Apesar das personagens já estarem presentes em panfletos e cartões do Metrô, a popularidade delas começou a alavancar após terem seus designs alterados pelo ilustrador, Kamogawa, que as deixou com traços e estética um pouco mais ajustada a animação contemporânea japonesa.

Porém, Moe e suas amigas estão fazendo muito mais do que apenas imitar o estilo de animes e mangás. Elas estão ajudando ativamente a promover formas de arte. O vídeo anterior acima com as garotas falando no dialeto de Kyoto foram dubladas por Nana Hasegawa, Yui Tsukada e Mimori Tanigake como Moe, Saki e Misa respectivamente. Todas as três foram vencedoras de um concurso de busca de talentos em conjunto com a Feira Internacioal de Manga e Anime de Kyoto, mais um exemplo dos métodos de marketing e promoção que o Metrô de Kyoto e um evento destinado a otakus se aproveitaram. 

As "mascotes" do Metrô também se juntaram com Miyu Karasuma, a mascote do Museu Internacional de Manga de Kyoto.


Mas então, será que Moe, Saki e Misa salvaram o Metrô Municipal de Kyoto? Ainda é muito cedo para dizer, mas em 2013, ano onde as últimas estatísticas estão disponíveis, o número de passageiros aumentou para 348.000 diários, deixando cada vez mais perto da meta de 375.000 até 2018. Enquanto isso, se você quiser saber mais sobre Moe, mas não possui uma estação do Metrô de Kyoto perto de sua casa, você pode dar uma olhada na página do Facebook aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário