5 cenários de animes que os fãs já estão cansados

5 cenários de animes que os fãs já estão cansados




Alguns chamariam essas situações de "tradições" nos animes, mas pelo visto, muita gente tem uma opinião diferente.

A animação japonesa, ao contrário da ocidental, é famosa por ser mais focada em histórias e vidas de adolescentes e jovens adultos. Dito isso, anime continua sendo um meio de entretenimento para o público mais jovem.

Por conta disso, quando um anime faz alguma coisa dar certo com esse público no Japão, pode ter certeza que vários outros farão algo similar. E é claro que esse conteúdo repetido pode causar uma certa saturação no mercado, mas muitos produtores sabe que um grande número de fãs deixam de acompanhar tal série ou vão se entreter com outros hobbies no momento em que percebem a similaridade do conteúdo, e por conta disso, eles preferem arrecadar o máximo possível dos atuais fãs, antes que isso aconteça de forma "definitiva".

oreki houtarou
Resumindo, se você acompanhar a indústria por bastante tempo, vai começar a notar certos padrões nos animes. O portal "My Navi Gakusei no Madoguchi", recentemente fez uma votação com 269 estudantes universitários (129 homens e 140 mulheres) que assistem animes ou leem mangás regularmente. A votação consistia em saber quais tipos de situações, vistas em anime e mangás, esses fãs já não suportavam mais ver. Abaixo segue as cinco com reações mais negativas.

1. Troca de corpos
kokoro connect
Isso pode ser meio que uma surpresa. É claro que algumas séries mais renomadas, como Tetsuwan Birdy ou Kokoro Connect, fizeram um sucesso grande por conta dessa troca/compartilhamento de corpos, e imagino que os espectadores mais casuais não colocariam isso como um problema. De qualquer forma, esses estudantes responderam que esse cenário já foi explorado demais. Uma mulher inclusive comentou esse gênero como um "Você já sabe o que vai acontecer", e não demonstrou ter interesse em acompanhar outro anime onde duas pessoas trocam de corpos para entenderem e apreciarem as diferenças um do outro, o que é "calçar os sapatos do outro". 

2. Viagem no tempo
steins;gate e madoka magica
Séries com viagem no tempo tem ganho bastante popularidade, com séries como Re:Zero, Steins;Gate e Puella Magi Madoka Magica. No entanto, uma das respondentes colocou a seguinte colocação "Existe uma mesmice surpreendente em animes com viagem no tempo". Bom, não dá pra discordar muito, afinal, histórias nessa categoria quase sempre terminam direcionando a narrativa numa "última tentativa" de evitar que as coisas cheguem em um futuro não desejado para o personagem. 

3. Harém
Alguém ainda tinha dúvida desse? "Eles são praticamente a mesma coisa, sempre" disse um dos respondentes. Esse é um problema que fica ainda mais evidente se colocarmos o anime em sua grade padrão de uma temporada de 12-13 episódios. Geralmente o anime apresenta o personagem principal, coloca uma lista de personagens que podem se envolver romanticamente com ele, apresentando-as episódio por episódio onde eles se conhecem por algum momento fofo ou algum momento sensual. E a partir do momento que o harém está formado, não sobra muito tempo pra fazer qualquer coisa de importância antes que a série tenha que chegar no seu curto fim.

4. Histórias com "Mundos Alternativos"
re:zero
Jogue nosso protagonista do nosso mundo para uma dimensão paralela, onde uma grande aventura e jornada o espera. Esse é uma forma rápida e fácil de se criar um senso de tensão e mistério, além da emoção do exótico e inesperado. Mas é também uma tática que escritores de anime se apoiam desde 1983 com Aura Battler Dunbine. "Eles são tediosos porque sabemos o que envolve esse tipo de situação", comentou um dos respondentes. "Em algum momento um ser ou criatura extremamente poderoso ou quase deus aparece, e isso estraga toda a diversão", complementou outro.

5. Trazer personagens de volta da morte
kuririn dbz
Pra um tipo de entretenimento que não se incomoda em retratar violência e sangue, as vezes animes insistem em não deixarem seus personagens descansarem em paz. "Você sabe que eles não estão mortos de verdade", disse um dos respondentes.

Na era moderna de animes, onde a receita gerada e a garantia de sobrevivência das empresas vem do merchandising de personagens, matar um personagem popular é uma péssima jogada financeira, independente se a morte deles sejam interessante ou não pro enredo. Ressucitar personagens não é algo exclusivo das séries mais modernas. Muitos de nós, que acompanharam os animes da década de 90, presenciamos grandes nomes em Dragon Ball Z, Sailor Moon e Fushigi Yuugi se livrarem da morte como se fosse apenas um resfriado. 

Enfim, os participantes dessa votação provavelmente gostariam que alguns desses personagens, e padrões de animes, morressem logo de uma vez.

O que você acha? Tem algum padrão ou clichê em animes que você já está cansado de ver?

0 comentários:

Postar um comentário