Assistir Kuzu no Honkai ou não?

Assistir Kuzu no Honkai ou não?



Bem pessoal, eu confesso que apesar de muita gente comentar fervorosamente desse anime, não parecia algo que realmente me interessava e deixei ele de lado... até agora.

Com 5 episódios lançados, ainda preciso encontrar palavras no meu dicionário para definir Kuzu no Honkai. Por ora, ele tem sido ótimo, e não vejo muitos indícios de que ele possa piorar daqui pra frente, exceto talvez pelo final.

Vamos lá. No final deixarei minha opinião se vale a pena assistir.
Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Apesar de se encaixar no gênero "Drama" e "Romance", esse não é o seu anime habitual de 12 episódios onde passamos 11 episódios vivendo com confusões adolescentes e cruzando os dedos pra um final feliz com um beijinho. Não. Esse anime já começa pesado e obviamente voltado para um público um pouco mais adulto. Por favor não o indique para seus parentes e conhecidos com menos de 16 anos.

Se você é daqueles que assiste animes por beijos, bem, talvez você já estampe um sorriso antes mesmo da abertura. Mas antes de continuarmos, vamos rapidamente para a sinopse.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Para não estendermos muito, temos Hanabi, a nossa protagonista atualmente no ensino médio que gosta de seu "irmão" (não é realmente irmão dela) e que por COINCIDÊNCIA, trabalha como professor na escola dela. Temos Mugi, nosso segundo protagonista que gosta de sua professora, que COINCIDENTEMENTE, também dá aula no mesmo colégio que Hanabi. Não preciso dizer o óbvio, né? O "irmão" de Hanabi, Narumi, gosta de sua colega de trabalho. Logo, temos dois adolescentes frustrados com amores não correspondidos. E o que eles resolvem fazer? Saírem juntos para compensarem essa solidão compartilhada. Basicamente eles se pegam, se imaginando com as pessoas que eles amam de verdade. Complexo, não? Relaxa, vai ficar ainda mais quando adicionarmos um pouco de pimenta, digo, personagens.

Hanabi possui uma amiga muito querida, mais conhecida como Ecchan, que por COINCIDÊNCIA possui sentimentos fortes por ela. Já Mugi, possui uma amiga muito querida de infância, mais conhecida como Noriko, que por COINCIDÊNCIA possui sentimentos fortes por ele. Já deu pra ver o nó nas relações? Todo mundo gosta de alguém que por fim gosta de outro. Muitas coincidências, não? Deu pra sentir o drama?

Assistir Kuzu no Honkai ou não?

Percebeu que a única pessoa que eu não citei que gosta de alguém, é justamente a professora? Bom, eu gostaria de dedicar mais tempo para ela, mas vou deixar isso para percepções nos próximos episódios.

- Enredo:

O que me agrada nessa história, é que ela trata com muito realismo o caráter das pessoas e o nosso lado nojento, podre e interesseiro. Humanos são criaturas com imensas falhas e problemas. Mesmo nossos relacionamentos são muito circunstanciais, obviamente, com a desculpa de que é 100% amor. E é isso que acontece em Kuzu no Honkai. Temos adolescentes frustrados que acabam se usando para preencher o vazio que eles tem, ao mesmo tempo em que querem se manter afastados um dos outros. Em vários momentos vamos achar que as coisas que estão acontecendo no anime são surreais ou cruéis, quando na verdade estão muito mais próximas de uma realidade do que seu romance de 12 episódios casual, onde todos são bonitinhos, fofinhos e amorosos.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
 Kuzu no Honkai é um anime quente e frio ao mesmo tempo. Uma frase que explica muito bem o enredo é dito por Hanabi logo no final do primeiro episódio: "Você pode ter tudo, menos os meus sentimentos". Obviamente que essa segunda parte da frase não vai ser tão fácil, né? Ah, e não se esqueça do teor adulto durante a história. Muitas cenas de beijos, sexo implícito e etc. Eu não sei qual o fetiche de japoneses por essas linhas de saliva após o beijo, sério, quantos de vocês fazem isso na vida real?

- Personagens:

Os personagens são terríveis! Não no sentido de que são personagens ruins, mas eles são terríveis como pessoas! Kuzu, ou "scum" ou "escória" não está no título a toa. Mas se são personagens terríveis, porque quero falar bem deles? Bom, porque personagens assim são realistas. Não que eu conheça exatamente pessoas que eu consiga comparar imediatamente com eles, mas são personagens que sabemos que existe no interior das pessoas. Pessoas interesseiras, pessoas invejosas, pessoas egoístas. Personagens ruins desse anime não são iguais aos outros, que são "malvados" mas bonzinhos ao mesmo tempo. Não. Esses vão querer ver o circo pegando fogo, são os famosos "isqueirinhos".

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Hanabi é uma personagem incrível. Consegue transmitir muito fácil suas emoções e sensações que aliaram bem com a sua dubladora. Conseguimos sentir uma tristeza e distância em sua voz, e isso nos ajuda a criar uma empatia com ela. E rapaz, como Hanabi sofre. Sem spoilers, não quero dizer os níveis de sofrimento, mas ela sofre por seu relacionamento com seu "irmão", por seu relacionamento com seu namorado de mentira, por seu relacionamento com a professora, por seu relacionamento com sua melhor amiga. Parece que Hanabi é o epicentro da merda. Tudo eventualmente cai em seus ombros. Isso coloca ela como santinha e coitadinha no anime? Não. Ela tem sua parcela de escrotice também. Também é interesseira e também tira vantagem das coisas quando lhe convém.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Mugi também é um ótimo personagem. Toda hora transitando entre um caráter bom e um caráter ruim. Ele já sabe dos "podres" de sua amada, e mesmo assim continua a amando normalmente. É o único com uma experiência anterior em relacionamentos e sabe muito bem das suas vontades como homem, e quando ou como deve continuar ou parar com elas. É um personagem amadurecido, apesar de ser tratado como criança na série em diversos momentos.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Narumi é o típico homem japonês de anime. Educado, gentil, cordial e amoroso. Com essas qualidades, quem não iria querê-lo, certo? Pois é, só assista o episódio 5. Pouco sabemos sobre ele, pois o que importa mesmo não é o personagem, e si os sentimentos de Hanabi por ele e a confusão criada em volta disso.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
A professora, ou Akane, é literalmente a Rainha nesse tabuleiro de xadrez. Complexo de superioridade, imprevisível e de certa forma cruel. Novamente, não vou dar spoilers. Vou deixar para falar sobre cada aspecto desses personagens a partir da semana que vem quando farei posts por episódio. Mas fiquem de olho nela, é um ótimo exemplo de porque não devemos julgar um livro pela capa.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Noriko parece ser a única sensata do anime, mas é muito cedo para falar, uma vez que não tivemos um episódio dedicado a ela. Até agora seu único crime é querer a atenção do seu amado e ficar com inveja de Hanabi.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Ecchan, ou Sanae. Essa sim, é aquela que todos nós sentimos pena no início. Aquela que simpatizamos por suas dores e sofrimento... e num momento de fraqueza de sua amiga, ela assim como os demais personagens, mostra o seu lado podre e tira vantagem num momento delicado. 

Pois é, garotada. Kuzu no Honkai.

- Traços:
Assistir Kuzu no Honkai ou não?
A arte desse anime é fantástica! Tudo, desde o design dos personagens, a animação deles, os cenários, as transições e as captações de momentos. Parece até que estou vendo uma animação fiel do manga, isso porque eu nem o vi!

- Trilha sonora:
Assistir Kuzu no Honkai ou não?
Quero que vocês ignorem os personagens, a temática, e os beijos e cenas eróticas por alguns segundos, e parem para escutar a trilha sonora. Você vai se surpreender e vai se deixar imergir ainda mais no enredo. A Opening e a Ending são muito boas também.

- Críticas:

OK, por mais que eu tenha elogiado o enredo e a abordagem cruel e fria sobre os relacionamentos, existem alguns pontos que eu acho que poderiam serem melhor colocados. Primeiro, eu não concordo com essa aproximação erótica que o anime traz (e com certeza o manga também). Eu acho que o enredo é ótimo o suficiente para não depender de tais cenas para "aprofundar" o ponto que ele está tentando passar. Claro que essas cenas servem como um extra, algo para prender nossa atenção e nos fazer sentir mais na pele. Mas por outro lado, acho que o tema é bom o suficiente para ser lidado de forma mais sucinta quando há necessidade de passar sensualidade, e não depender de cenas tão fortes para agradar o público. Muitas vezes parece que estou vendo um Soft Hentai (Manja soft porn? A mesma coisa para hentai). Talvez agrade alguns adolescentes e os loucos por fan service, mas para quem realmente se apaixonou pelo enredo, essas cenas mais fortes não são algo tão necessário.

Assistir Kuzu no Honkai ou não?
O fato de envolver adolescentes me incomoda um pouco. Mugi é um personagem muito precoce, e quem assistiu o anime vai entender o porquê. Estamos falando de situações adultas acontecendo com adolescentes. Sou inocente pra achar que adolescente não tem a malícia ou a coragem para fazer tais coisas? Não. Mas isso é uma abordagem MUITO mais comum em jovens adultos, na faixa de 20-30 anos de idade. Porém, consigo entender, já que é muito mais simples criar um cenário no famoso anime de colégio com alunos de ensino médio. Adolescentes de anime não são exatamente os adolescentes de verdade. Tanto é que muitos deles são retratados com a mentalidade de um jovem adulto ou até mesmo um adulto normal.

- Conclusão. Vale a pena assistir?

Como já foi mencionado no texto, esse anime não é só mais um. Ele não é mais um romance colegial da sua lista. Ele não é agradável e certamente não é fofinho. É cruel, é nojento (não no sentido literal), controverso e frio em diversos momentos. Mas é de longe, um dos melhores romances/drama, até agora, nos últimos anos. Não é possível agradar a gregos e troianos. Tem gente que vai se empolgar e tem gente que vai querer passar longe dele. Mas eu recomendo fortemente a assistir e acompanhar minhas percepções nos próximos episódios.

Vale a pena assistir.

0 comentários:

Postar um comentário