Conheça a Idol negra no Japão

Conheça a Idol negra no Japão




Amina du Jean, também conhecida como Aminyan, é a primeira idol negra na indústria de entretenimento do Japão. Nascida em Detroit, Michigan nos Estados Unidos, ela sempre amou a cultura japonesa como criança. Começou a fazer aulas com 12 anos e sempre foi fã dos grupos de Idols.

"Eu comecei a fazer aulas particulares de japonês quando tinha 12 anos. Michigan possui uma grande população japonesa, então não foi difícil encontrar um professor".

Conheça a Idol negra no Japão

Há dois anos e meio, Amina se mudou para o Japão para se tornar uma idol. Ela deu uma entrevista para a The Japan Times sobre sua carreira e diversos tópicos como apropriação de cultura, a raça no que diz respeito nessa indústria, a vida no Japão como negra, a cultura idol e etc.

"Eu acho que o termo 'apropriação de cultura' é usado demais e tira o real propósito da palavra 'apropriação'. Sou uma garota, então agir de forma feminina ou algo do tipo não é apropriação na minha opinião, mas sim quem eu sou. Ironicamente, eu penso que quem acha que uma mulher negra não pode encaixar nesse estilo é que são racistas. Pessoalmente, pessoas que não são negras usando trancinhas ou dreads não ficam esteticamente legal, mas contanto que eles não chamem como algo deles próprios, eu não me importo. Apesar de não aprovar pessoas colocando nomes japoneses quando não são descendentes, ou usar vestimentas geisha, eu não entendo como alguém pode se apropriar de uma cultura pop".

Ela é meio contraditória nessa fala não?
A maior parte da raiva de apropriação cultural contra ela vem do ocidente (pois Japoneses em geral não ligam para esse termo)

"Eu sou acusada disso quase que exclusivamente por pessoas que não são japonesas."

Conheça a Idol negra no Japão


Para a idol, Amina du Jean, ser diferente é uma faca de dois gumes.

"Se eu não fosse negra, não seria tão especial. Ninguém se importaria. Eu não quer ser uma imagem, mas é isso que atrai as pessoas"

Antes mesma de vir ao Japão, ela já ganhava fãs pelo mundo como idol. Fazia transmissões ao vivo no site japonês Nico Nico Douga. E é isso que chamou a atenção de uma agência de idol, que posteriormente, a recrutaria. Na mesma época ela foi aceita em uma universidade no Japão. Então podemos dizer que ela chegou estourando no país, com um contrato de idol, uma bolsa universitária e vários anos de estudo na língua como munições. Por fim ela se juntaria ao grupo Chick Girls.

"A líder do grupo me odiava por algum motivo e tentava jogar o resto contra mim, mas eu lembrei que eu era novata então não desisti. Mas chegou um ponto que ficou ridículo e eu contei aos agentes que eu não queria causar problemas, mas que havia uma garota que falava mal de mim. E por fim, eles também receberam reclamações da garota de outros membros e ela acabou sendo expulsa. Fora isso tem sido uma experiência boa."

Ser uma idol negra no Japão, obviamente faz com que ela enfrente algumas coisas complexas.

"No Japão, a minha raça é a única coisa que eles focam. Idol negra, idol negra... mas eu não ligo. Eu gosto de quebrar barreiras e com certeza diversidade é algo positivo. É apenas um desejo, mas eu gostaria que as pessoas me vissem como uma pessoa também. Não é de todo ruim. Sou negra e tenho orgulho disso. Só não acho que a raça me define. Mas toda a pessoa que quebra pela primeira vez a barreira enfrenta esse tipo de situação."

Existe uma comunidade grande de garotas estrangeiras que possuem o mesmo sonho de Amina, e esse são alguns conselhos dela.

Conheça a Idol negra no Japão


"Aprenda japonês. Depois disso, não é tão complicado entrar num grupo idol... existem mais de 1000 no Japão. Não sou a primeira estrangeira a encarar isso, apenas a primeira negra. Existem várias oportunidades se vocês procurarem certinho. Existem alguns padrões que precisam ser seguidos, mas nenhum deles exige ser extraordinariamente bonita ou talentosa. Mas saiba que é muito trabalho duro. Não espere ganhar muito dinheiro também. Muito é baseado em comissão, como receber por fotos, ou mercandise, e obviamente é apenas uma porcentagem do total. Então se você não estiver em um grupo muito famoso, vai acabar ganhando o mesmo que ganharia trabalhando em um McDonalds. Quase todas que eu conheço possuem um trabalho normal ou pais ricos. Ah, e seja inteligente! Pessoas tendem a baixar a guarda quando chegam no Japão, não faça isso! Tenha cuidado com fãs e agentes, há um monte de estranhos e esquisitos no meio deles. Mantenha sua guarda mas não tenha medo de enfrentar riscos!"

Por ora, Amina decidiu dar um tempo da Chick Girls para focar nos seus estudos. Ela cursa jornalismo em uma universidade de Tokyo e pretende colocar em prática o que aprendeu na faculdade em um documentário sobre subculturas no Japão, começando com sua própria vida de idol.

É, com isso vimos que para fazer sucesso no Japão é necessário aprender japonês, caso você tenha essa vontade clique no banner ao lado da marca da VSA lá no topo da página.

0 comentários:

Postar um comentário