Malásia e Singapura podem entrar na lista negra do Japão




Sword Art Online Ordinal Scale estreou no Japão e em outros países da Ásia também, como Malásia e Singapura, e se tornou rapidamente o filme de anime mais falado (até porque só tem ele de interessante atualmente né).

Porém, houve uma treta, vazaram trechos de 8 minutos e 10 minutos do filme na internet, gravado de cinemas da Malásia e de Singapura.

A rede de cinemas GSC, da Malásia postou em seu facebook a seguinte mensagem:

''Chamando todos os fãs de SAO, chamou a nossa atenção que alguns de vocês gravou parte do filme de forma ilegal''

A GSC diz que isso dificulta para eles conseguirem passar filmes de animes.

A ODEX, que é a distribuidora, também fez um post em sua página:

Eles falam que eles receberam uma noticia do Japão (logo, os japoneses já sabem dos vazamentos), que cenas de 8 minutos e 10 minutos foram vazadas na internet de cinemas de Singapura e Malásia.

Eles falam que isso são gravação não autorizadas e que isso infrige leis de direitos autorais, e que por conta de ação de pessoas irresponsáveis, Malásia e Singapura podem entrar numa lista negra de novos lançamentos, impedindo assim que os filmes cheguem nos cinemas desses países.

Eles falam que estão fazendo o máximo para reparar o dano causado, e pede que as pessoas que forem ao cinema impeça outros de gravar o filme.

Sim, no Japão eles se importam muito com distribuição ilegal de animes e filmes, e pirataria e algo que creio não existir lá.

Lembro de um vídeo do Velberan falando que normalmente os filmes chegam bem depois nos cinemas japoneses, tipo, meses depois, porque no Japão eles sabem que ninguém vai baixar ou assistir pirata pela internet (tem? deve ter alguém que vê antes, mas deve ser uma minoria bem baixa) e depois estreia nos cinemas sem problema nenhum.

Enquanto isso aqui no Brasil, na pré-estreia tem gente gravando no cinema.

0 comentários:

Postar um comentário