Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?

Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?



Karoshi, o excesso de trabalho até a morte, é um problema bem real que afeta os trabalhadores do Japão. Os efeitos disso são os ataques cardíacos provocados por estresse, derrames, mal-nutrição e suicídios. E não precisamos ser japoneses para sabermos como o estresse afeta nosso estado físico e mental.

Recentemente postamos a notícia de que Kazunori Mizuno morreu devido a esse problema.

Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?
O que é assustador é que as mortes relacionados ao excesso de trabalho tem aumentado aos poucos. Uma pesquisa conduzida em 2016 por lá estimou que pelo menos 20% dos trabalhadores estão em risco. Mas por que o governo não toma medidas? Bem, é um pouco mais complicado lidar com isso do que apenas definir leis e multas para empresas.

A Cultura Tóxica de Trabalho

Essa forma de trabalho veio durante a reconstrução pós Segunda Guerra Mundial. O país estava devastado devido aos conflitos e precisava de toda a mão de obra possível para reconstruir o Japão.

O país presenciou um grande salto financeiro e tecnológico entre o fim da guerra e a metade dos anos 80, muito devido a intensidade e seriedade dos trabalhadores japoneses. A economia estava na sua melhor época e países estrangeiros queriam aprender sobre a "ética e eficiência do trabalho japonês". Com isso, as empresas começaram a valorizar mais o auto sacrifício e dedicação. E o que antes era uma necessidade, começou lentamente a virar expectativa.

Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?
Sair do escritório antes do seu chefe? Vergonhoso! Comentar sobre seu cansaço ou exaustão no trabalho? Vergonhoso! E falar de horas extras?

Acredita-se que pelo menos 22,7% dos trabalhadores contribuem com mais de 80 horas EXTRAS por mês! No entanto, essas horas extras não são registradas oficialmente devido a leis trabalhistas. Os empregados são obrigados a reportar horas extras aos sindicatos, pois é ilegal que a empresa o faça... mas mesmo assim, são os empregados que falsificam as próprias horas.

A linha de pensamento deles para isso é a "falta de habilidade". "Se eu estou fazendo horas extras, é porque me falta habilidade". Combinando esse tipo de orgulho com a "fidelidade" aos próprios princípios, relatar as horas extras e fazer reclamações é considerando incômodo ao empregador e vergonhoso para si.

Ou seja, o governo pode tomar as medidas que quiser referente as leis trabalhistas. Mas nada disso vai mudar pois os próprios empregados não "cooperam".

Contradições no Trabalho

Mas isso não significa que todas as empresas são corporações malignas... afinal, a morte de empregados é péssimo para os negócios!

Empresas como Toyota já tentaram limitar a quantidade de horas extras para os trabalhadores, além de os encorajarem a sair as 7 da noite. Mas não é uma tarefa simples cuidar das horas extras quando os próprios empregados não as registram ou levam trabalho para casa. E não adianta "negar" as horas extras... você pode desligar as luzes e obrigar os trabalhadores a sair em tal horário, mas nada os impede de levar trabalho para casa.

Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?
Para se ter ideia, a Mitsubishi UFJ Trust and Banking, um dos maiores bancos do mundo, oferece um programa que permite os trabalhadores a saírem 3 horas mais cedos para cuidar de sua família, como crianças e idosos. Apenas 34 de 7.000 empregados estão cadastrados...

Isso é resultado do "Seiken". Basicamente, é o medo que os seus colegas de trabalho pensarão que você é preguiçoso, incapaz e não confiável.

Os Efeitos na Cultura de Suicídio

A maioria das mortes por karoshi é através do suicídio. Todo ano, ocorrem aproximadamente 30.000 deles. 71% são cometidos por homens entre 20 e 44 anos.

Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?
Os desempregados representam 57% de todos os suicídios, seguidos por estresse, cansaço e depressão. Dizem que os japoneses que ligam para o atendimento de prevenção ao suicídio precisam fazer 30 a 40 tentativas antes de receberem uma resposta, pois todas as linhas ficam ocupadas.

A Triste Verdade

Por que a cultura de trabalho no Japão mata tanto?
É deprimente dizer isso, mas karoshi é algo que vai continuar presente por um bom tempo. Algumas empresas até tentam combater esse problema com diversos programas, mas é uma mudança cultural, o que pode levar gerações inteiras para acontecer.

Fonte

0 comentários:

Postar um comentário