Dublador Suwabe Junichi fala sobre GATE

Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri é um anime de 2015 baseado em uma novel. Veja o que a estrela Suwabe Junichi pensa sobre o processo de gravação, a série, e o personagem principal! 

(Sem spoilers)

Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri é uma história sobre um portal misterioso que aparece em Ginza, Tokyo, que leva a um mundo cheio de criaturas mitológicas como elfos e dragões, conflitando uma guerra moderna contra criaturas e armas medievais. Gate contém um personagem principal nada convencional, Itami Youji, um homem de meia idade que não aparenta ser nada de especial, mas dá um passo adiante quando necessário. O seu dublador, Suwabe Junichi, fala sobre o papel.

"Quando alguém apresenta esse personagem, sempre mencionam primeiramente que ele está em seus 30 e tantos anos, mas isso não foi algo que eu prestei muita atenção quando me preparei para o papel. Ele é alguém que ama anime e mangá, e vive mais pelos seus próprios interesses do que pelo trabalho, mas também é um membro respeitável na sociedade. Isso não se deve a sua idade, mas sim a sua personalidade. Ele é constantemente desafiado por seus superiores, e pressionado por seus subordinados, que são problemas que qualquer adulto encontra em uma empresa. Além disso, ele é muito mais jovem do que eu sou, então sou eu que tenho que aparentar jovem quando dublo ele" (risos)

Suwabe também comenta sobre os desafios em fazer esse anime.

"Eu recebi diversas dicas em relação aos jargões técnicos. Por exemplo, a entonação de comandos militares. Você precisa meio que cortar o fim das palavras, em vez de alongá-las. Na JDSF (Força de Autodefesa do Japão), a pronúncia ou até mesmo as frases do dia a dia são um pouco diferentes. Eu não sabia exatamente o nome dos equipamentos também. O autor Yanai (Takumi) e um supervisor de terminolagia ficavam ambos no estúdio todos os dias, e avaliavam minha pronúncia toda vez que eu gravava minhas falas. Não queríamos que a dublagem perdesse a fidelidade e o realismo, então as vozes tinham que ficar o mais próximo possível da realidade. Fomos bem meticulosos mesmo com o menor dos detalhes. 

Cometer erros nas expressões era imperdoável, então nós fazíamos uma checagem dupla, começando do cenário, depois o roteiro, a gravação e por fim a dublagem. Ficamos muito satisfeitos em conseguir produzir algo tão realista!"


Depois de escutar essas palavras, o estúdio de gravação parece ser um lugar bem rígido, mas Suwabe diz que não era bem assim.

"O estúdio era agradável e a atmosfera boa. A única coisa é que toda gravação envolve uma equipe grande, então era muito quente no estúdio. Era comum ter que ficar em pé, pois não havia cadeiras o suficiente para todos. Nesses casos, nós brincávamos de dança das cadeiras. (risos) Se você olhar só o visual do anime, vai pensar que tem várias mulheres, mas o estúdio era cheio de homem. E o número de homem aumentava a medida que as cenas de lutas aconteciam. A "Região Especial" não possui armas modernas, e possui uma população do tamanho da Europa da Idade Média, então precisávamos de muitos jovens para fazer o som de ambiente em cenas de exército. A equipe deu duro a ponto de suar em algumas atuações onde o ambiente era "sufocante". Durante o início da gravação, apenas uma cena de conversa ao fundo durou mais de uma hora para gravar.

Esse anime é sobre uma ligação que ocorre entre um mundo novo e estranho e o Japão moderno, e o tipo de drama que surge nisso. Mas a série não é puramente fantasia. As pessoas e criaturas da "Região Especial" atravessam um choque cultural ao chegarem pela primeira vez. Há também vários combates armados. Eles ganham respeito um do outro enquanto buscam um entendimento mútuo. Acredito que isso foi o que me atraiu para essa série. Além do combate, essa série engloba culturas, sociedades e políticas internacionais. É um trabalho de fantasia bem adulto."

Suwabe termina falando sobre seu personagem.

"Essa história não é muito relacionável a lógica de uma criança, porque o personagem principal já está nos seus trinta e tantos anos. Não acha raro encontrar um personagem principal que intencionalmente pega para si vários desafios, como Youji? Espero que esse seja um anime que as pessoas assistirão e pensarão "adultos são tão legais!" Todos trabalhamos muito duro nisso, então continuem assistindo!"

Postagem original publicada em setembro de 2015.









0 comentários:

Postar um comentário