Entrevista com Maaya Uchida, dubladora de Rikka em Chuunibyou demo koi ga Shitai!





Dubladora de vários personagens com síndrome chuunibyou (síndrome do fundamental), Maaya Uchida, já em seus vinte e tantos anos, quer se "graduar" disso. Ela fez sua estreia como dubladora em 2010. Em 2014 foi eleita a melhor dubladora estreante no 8º Seiyuu Awards. A talentosa dubladora é mais conhecida por seu papel em Chuunibyou demo koi ga Shitai! como Takanashi Riika, e mais recentemente como Kanzaki Ranko em [email protected]: Cinderella Girls!

Entrevista

- Você está mais focada na sua carreira como cantora ou como dubladora?

Para mim, ambos são igualmente importantes. No entanto, estou focando mais em ser uma dubladora, uma vez que se eu deixar de ser uma, sinto que não terei tanta oportunidade para cantar. Também gostaria de continuar dando meu melhor em passar em quantas audições forem possíveis daqui para frente, então por favor continuem me apoiando!




- Você teve muito sucesso em diversas mídias diferentes, como TV, Rádio e Anime. Qual desses você acha que contribuiu mais para o seu sucesso?

Hmm..., esse é um pouco complicado de decidir. Acredito que ser uma dubladora me fez quem eu sou hoje. Eu ouvi dizer que o pessoal de Singapura (onde a entrevista está sendo conduzida) assiste bastante anime, e como resultado, encontro mais pessoas que me reconhecem pelos personagens que dublei. Ser uma dubladora permitiu todas essas oportunidades, que estou recebendo, de acontecerem.

- Ano passado você venceu como "Melhor Dubladora Estreante" no 8º Seiyuu Awards. Qual personagem você mais se orgulha de ter dublado?

Hmm, acredito que a personagem que mais me orgulho é Takanashi Riika de Chuunibyou demo koi ga Shitai! Foi um anime que eu tive a oportunidade de trabalhar durante os primeiros passos da minha carreira como dubladora. Ao trabalhar no anime, pude vivenciar muitas coisas diferentes, tanto felizes quanto tristes. É graças a esse anime que você pode ver Maaya Uchida como ela é hoje.

-  Você dublou alguns personagens com síndrome chuunibyou, como Ranko de [email protected]: Cinderella Girls, e Rikka. Como você se sente quando você dubla um personagem com esse tipo de personalidade?

(risos) Eu quero me graduar de dublar personagens com síndrome de chuunibyou, afinal já estou nos meus vinte e tantos anos! No entanto, eu sou muito feliz de ser capaz de dublar tais personagens porque consigo me relacionar bem com eles e acredito que possuo algo similar. Eu tenho uma boa amiga, Uesaka Sumire, que está atualmente na "fase" chuunibyou. Os personagens que ela dubla, como Anastasia de [email protected]: Cinderella Girls e Dekomori de Chuunibyou demo koi ga Shitai!, são personagens com essa síndrome também! Toda vez que gravo com ela, me sentia aliviada quando ela me encorajava e dizia que não havia problema em agir daquele jeito. Na verdade eu recebo muito apoio das coisas que ela diz, então seria ótimo se eu pudesse continuar a dublar tais personagens.

- Em que você presta atenção enquanto dubla? Você gasta bastante tempo estudando os personagens?

Quando eu tenho a chance de fazer vários personagens, não sou de prestar muita atenção no que eles estão pensando mas sim em como as pessoas enxergam esses personagens. Por exemplo, um personagem chuunibyou pensará que está certo e que não está fazendo nada de errado, mas pessoas ao seu redor estarão pensando algo como "essa pessoa é lunática". Eu tento trazer esse contraste nas opiniões e percepções dos personagens que eu dublo.



- Se você pudesse se desafiar, que tipo de personalidade você gostaria de dublar?

Eu acho isso o ponto mais atraente de ser uma dubladora, a chance de atuar como diversas personagens de diferentes gêneros. É um caso raro (na indústria), mas eu gostaria de dublar um personagem masculino no futuro.

- Existe algum tipo personagem que você gostaria de dublar, mas não teve a oportunidade até agora?

Hmm... talvez um youkai? (um fantasma, ou um personagem do folclore tradicional japonês) Ou um sapo? Ou talvez uma pequena criatura como Totoro? Eu definitivamente gostaria de tentar papéis não-humanos.

- Você atuou como Hiroyo Hakase em Hikonin Sentai Akibaranger, então como se sentiu em atuar em frente a uma câmera além de apenas sua voz?

Antes de eu receber o papel em Akibaranger, eu tive que praticar minha projeção de voz. Vamos dizer que se eu estivesse falando com alguém no fundo da sala, eu teria que falar em um volume mais alto. Por outro lado, quando eu estou dublando, o microfone está na minha frente, então vou me resumir apenas a falar nele. A distância entre duas pessoas quando eles conversam, o volume e o tom da voz que eu devo usar é algo que eu realmente aprendi por atuar em um papel de live action. Eu também aprendi que preciso atuar usando meu corpo inteiro para trazer o melhor do personagem.

- Atualmente, [email protected] tornou-se um anime muito popular, e já que você dublou Kanzaki Ranko, qual é sua idol favorita, além de Ranko, e como se sentiu ao atuar com outras dubladoras?

Toda a atmosfera de um estúdio de gravação é como se fosse uma escola para meninas porque há muitas delas ao redor. Nós podemos até mesmo andar descalças no estúdio. É uma atmosfera bem relaxante e havia comidas deliciosas a toda hora. Nós sentávamos e conversávamos muito enquanto comíamos. Durante o período de Natal, teve uma gravação também, então tivemos bolos e frango (tradição japonesa). Conversávamos sobre a série, as gravações e como deveríamos trabalhar duro para os episódios. Era uma sensação de uma atividade extra-curricular! Quanto aos personagens que eu gosto, são eles Momoboshi Kirari e Sachiko Koshimizu, mas eu não contei para as dubladoras que eu gosto delas, então é um segredo!

- Em [email protected]: Cinderella Girls, a personagem que você dublou, Kanzaki Ranko, teve atribuído a si uma música de estreia que era sobre tema gótico e horror. No entanto, foi descoberto que ela era péssima com horror então mudaram a música para ser sobre um anjo caído. Como uma artista de gravação, você sabe se esse tipo de coisa acontece de verdade na indústria, e se já aconteceu antes?

Acredito que o que aconteceu com Ranko poderia acontecer na indústria. Em [email protected], tanto o produtor e diretor - criadores do anime - e as dubladoras possuem fortes opiniões. Então quando alguém pensa "por que não pegamos essa fala e mudamos pra personificar melhor o personagem?", nós discutimos como podemos melhorar o anime e eventualmente as falas são mudadas. Para as músicas o mesmo processo pode acontecer. É uma discussão bem aberta onde podemos dar nossos pensamentos sobre os papéis e afins e é assim que tentamos tornar [email protected] ainda melhor. Então acredito que é possível que isso aconteça em outros animes também.



- Essa é sua primeira performance no exterior (em Singapura), o que você espera?

Basicamente, para minha primeira vez no exterior, eu gostaria de comprar algumas lembrancinhas para meus amigos e família. E estou aceitando sugestões do que comprar para meu avô! Talvez alguém do público possa me recomendar algo não muito doce? (risos)

Público: Bak Kwa! (um tipo de carne de porco)
Eu com certeza comprarei! (risos)

Esse é o fim da entrevista com Maaya Uchida! Ela recém lançou seu primeiro álbum, PENKI, em Dezembro, que é uma coleção do progresso dela desde 2014, quando o projeto iniciou. Então continuem dando seu apoio!

Fato curioso: Ela tem um forte interesse em jogos e videogames, inclusive dubla vários personagens em jogos RPG!

Postagem original publicada em dezembro de 2015.
Entrevista traduzida e adaptada por Kenji-san do site JExperience

0 comentários:

Postar um comentário