Visual Novels e a Treta entre Sekai Project e Imouto Works

treta nekopara



Sekai Project x Imouto Works

Nunca antes a nudez 2D havia atingido um patamar de treta tão alto.

Esse assunto me foi passado há pouco, e portanto, não tive muito tempo para analisar nos mínimos detalhes, mas posso resumir um pouco para vocês.

Antes de tudo, precisamos apresentar os personagens dessa história toda. Primeiro, temos a Sekai Project, uma considerável editora de Visual Novels, focada em jogos e visual novels "não adulto". São responsáveis por trazerem grandes títulos do oriente para o ocidente. Títulos conhecidos como Clannad, NEKOPARA e School Days.



Dovac é o atual CEO (Chief Executive Officer, ou, Diretor Executivo) da Sekai Project



Do outro lado, nós temos a Imouto Works, uma "empresa" que é gerida por uma única pessoa, que basicamente faz patches que readiciona o conteúdo adulto aos lançamentos da Steam. Seu primeiro trabalho foi colocar de volta as cenas eróticas de NEKOPARA Vol. 1 na versão Steam. A forma que ele faz isso é combinando arquivos das versões "adulta" e "não adulta", e, pelo que parece, só funcionam com a versão da Steam.

Outro personagem extra é a JAST USA, uma distribuidora de versões em inglês de jogos japoneses. Fundada em 1996.

Sekai Project - www.sekaiproject.com/
"Somos uma startup localizada em Los Angeles, focados em aumentar a exposição do trabalho oriental ao oferecer tradução e assistência em marketing para seus criadores."

Imouto Works - www.imouto.club/
"Imouto Works foi criada dias antes do início de 2015. Naquela época, Imouto Works era conhecida como Imouto Club, e se tratava de um projeto criado no board da 4chan, com o propósito de recolocar cenas adultas na versão Steam de NEKOPARA Vol. 1."

Antes de tudo, vale a pena ressaltar que o trabalho da Imouto Works é, considerado por Dovac, como um site warez. (Se você não sabe o que significa warez, é basicamente qualquer produto/software pirateado. Vale a pena pesquisar pra se aprofundar mais sobre esse assunto.) Mesmo assim, empresas como a própria JAST apoiaram a Imouto Works, ao aprovar o patch de restauração do jogo Littlewitch Romanesque.

QUE COMECE A TRETA.




A Sekai Project lançou KARAKARA no dia 28 de junho desse ano. Foi um lançamento simultâneo em inglês e japonês das duas versões (adulta e não adulta), com a inclusão de um DLC que adiciona o conteúdo adulto na versão Steam. O motivo pelo lançamento dessas DLC, parece ser exclusivamente para prevenir que a Imouto Works "desviasse" parte dos ganhos da Sekai Project, por estar lançando esses patches "de graça". A Sekai Project parece apoiar a ideia de cobrar mais caro para se ter acesso a conteúdo adulto, já que suas versões adultas são praticamente o dobro do preço das versões não adultas vendidas na Steam.

Por bem, ou por mal, a Imouto Works não se intimidou e continuou lançando seus patches, incluindo o de KARAKARA, no dia 29 de julho. (Depois de toda a confusão que aconteceu, eles acabaram removendo esse patch 2 dias depois)

Por conta disso, Dovac e mais alguns decidiram cair matando em cima da Imouto Works no Twitter (clique aqui, aqui e aqui), e aí, a treta começou a ficar séria. Vou tentar resumir, caso haja pessoas que não conseguiram entender.

Basicamente:

  • Dovac pede para a Imouto Works derrubar o patch, ou entrará com possíveis ações legais. 
  • Imouto Works responde pra enviar um e-mail para eles conversarem sobre o assunto.
  • Dovac responde dizendo para falar de forma pública, caso ele não tenha nada a esconder.
  • Imouto Works responde que não tem nada a esconder, mas que gostaria de ler tudo com calma por e-mail.
  • Dovac pede para ele derrubar o patch, e que assim, talvez, ele pense em mandar um e-mail.
  • Imouto Works insiste para que eles conversem e esclareçam as coisas por e-mail.
  • Dovac responde que não vai enviar e-mail para alguém que os está "roubando" diretamente.


Dovac, então, posta no Twitter se vitimizando por conta do esforço que eles colocaram no trabalho, que se torna em vão, se alguém lança o patch de graça. Ele comenta uma "solução" de dobrar o preço de todos os produtos para, assim, fazer um patch "gratuito". E termina dizendo que o objetivo deles nunca foi de terem entrado no negócio de tradução de visual novel.

Eu realmente sugiro que você leia todos os tweets possíveis para entender melhor toda a discussão entre os dois, e os lados de cada um, além de comentários de outras pessoas também.

Agora vamos lá, dar a minha opinião sobre todo esse assunto, que convenhamos, nunca é fácil de tratar.

É INEGÁVEL que o trabalho da Imouto Works é pirataria. Ela infringe diretamente os direitos autorais daqueles responsáveis pelo trabalho original. Oferece um produto que está sendo colocado como DLC pago, de forma gratuita, aos usuários. Caso eles não queiram ser associados com essa imagem warez, a Imouto Works precisa reavaliar suas estratégias de negócio e, antes de mais nada, derrubar qualquer patch lançado que tenha alguma opção disponível, como pago originalmente.

Mas mesmo se tratando de um caso desses, a forma de agir e a resposta de Dovac foi desnecessária e agressiva. A Imouto Works aparenta ser uma "empresa" aberta a diálogos civilizados, e no entanto, foi tratada de forma grosseira e cheia de comentários irônicos e sarcásticos por parte de Dovac, que sequer pensou em resolver esse assunto e apenas tentou colocar a culpa neles. Dovac, pelos próprios tweets e outras mídias, já demonstrou não ser o cara ideal para lidar com assuntos de relações públicas da Sekai Project. Um cara que não consegue pensar na imagem da empresa e como isso pode ser facilmente arruinado, não pode ser o responsável por lidar com esse tipo de situação. A Sekai Project deveria ter pessoas e equipes específicas para esse tipo de trabalho. Agora tudo isso pode acabar se tornando uma bola de neve maior ainda (dignas de irem para tribunal), sendo que tudo poderia ter sido resolvido numa simples conversa de e-mail.

A Sekai Project está no seu direito? Sem dúvida. Mas a questão que fica aqui é: até onde eles estão sendo completamente éticos na cobrança de seus produtos? O simples fato de cobrar o DOBRO do preço normal, para incluir as cenas adultas, eu considero altamente abusivo. É um desrespeito sem fim com a fanbase, com os consumidores de seu produto. Ressalto aqui, acho essa atitude da Sekai Project, uma atitude mesquinha e ridícula, de forma a tirar dinheiro fácil dos fãs de visual novel.

Ao mesmo tempo, não acho justificável a pirataria. Acredito que há outras formas de vencer esse tipo de abuso de mercado. Lembre no início do post, que a própria JAST deu o aval para a Imouto Works lançar seu patch. Se outras empresas apoiarem esse tipo de trabalho, aos poucos, os consumidores verão (se é que ainda não perceberam) a exploração absurda que há nesse segmento.

O que EU acho que a Sekai Project deveria fazer é: reavaliar sua estratégia de mercado e respeitar seus consumidores. Não tem problema em cobrar mais caro por um produto mais completo, desde que ele seja proporcional ao que está sendo oferecido. Quantas cenas a mais terão que ser traduzidas e trabalhadas que não tem na versão não adulta? Faça um comparativo. DESCREVA essas comparações para seus consumidores na página do produto, e cobre o valor extra, de forma justa.

0 comentários:

Postar um comentário