Entrevista com Kyary Pamyu Pamyu





Kyary Pamyu Pamyu é uma das grandes estrelas J-pop do planeta e uma das poucas a conseguir sucesso com o público ocidental. Seus clipes PonPonPon e Sai & Co já viralizaram.

Mesmo hoje num cenário musical saturado, o apelo visual e sonoro de Kyary supera os demais graças a sua excentricidade e confiança. Kawaii, o elogio da fofura na cultura japonesa nos diz muito a respeito de Kyary. A seguir aprendemos mais sobre seu estilo, o que ela gosta de fazer online e o que kawaii significa para ela.

Como é a sua fanbase aqui no Reino Unido? As pessoas se vestem a caráter?

- Sim, há vários fãs vestidos de personagens aqui, fazendo cosplay. Alguns deles vestem roupas que eu uso para comerciais de TV, e é uma surpresa para mim ver tudo isso, tipo, como é que eles conseguiram isso!? É bem legal

Para quem ainda não sabe, você poderia explicar o que é “kawaii”?

- Então, para mim, kawaii é a maneira como você identifica, não tem uma resposta certa. Acho que como o kawaii é visto fora do Japão é algo que acho que as garotas possam gostar graças a imagem que se tem. É algo bem simbólico, por exemplo, eu uso kawaii com frequência em minhas letras, uso cílios kawaii e eu adoro Abóboras Kawaii também (Kawaii pumpkins).

“Eu gostava de ir fazer compras com algumas amigas em Harajuku. Essa era uma maneira de me expressar através da moda e eu realmente me apeguei a isso”



O que você mais gosta de fazer online?

- Eu adoro assistir vídeos no YouTube e ver novos artistas, assistir os PVs deles (Promotional Video/Video Promocional). Eu também gosto de assistir vídeos de pessoas com diversas habilidades. Por exemplo, eu fiz uma oferta para um artista que eu vi no YouTube e que tocava violino muito rápido, numa velocidade incrível, e ele estava tocando Ninja Re Bang Bang. Eu o convidei para participar comigo em um show ao vivo.

Quando que você entrou pela primeira vez no cenário Harajuku, o que seus pais pensaram, e como você se virou com isso?

- Quando eu estava no meu segundo ano do ensino médio, eu tinha uns 17 anos e gostava de ir fazer compras com algumas amigas em Harajuku. Essa era uma maneira de me expressar através da moda e eu realmente me apeguei a isso. Eu venho de uma parte bem gentrificada de Tokyo, então não tinha ninguém por lá vestido de forma tão chamativa quanto eu, e isso deixava meus pais envergonhados. 
Mas agora que estou trabalhando e atuando como Kyary Pamyu Pamyu, eles me dão todo o apoio possível.

“Eu venho de uma parte bem gentrificada de Tokyo, então não tinha ninguém por lá vestido de forma tão chamativa quanto eu.”

Como você acha que seu estilo se compara a outras artistas J-pop?

- Bem, é bem diferente e eu não acho que exista alguém entre os artistas J-pop que consigam sobrepor ou imitar meu senso de moda e estilo. Somos muitos diferentes, não há rivais ou competidores aqui.

Como artista, com o que ou quem você anda obcecada ultimamente?

- Bom, eu não sei se isso é algo que eu estou obcecada como uma artista, mas eu realmente gosto de assistir quantos filmes derem no Netflix e Hulu, e eu adoro fazer compras online. Eu simplesmente amo ter tudo entregue direto para mim e na hora que eu quero.

Entrevista publicada pelo site Hunger TV em 19/08/2016.
Traduzida e adaptada pela VSA
Fonte

0 Comentários:

Postar um comentário