Entrevista com Yui Makino




Entrevista com Yui Makino (realizada em 29 de Junho de 2009)

Yui Makino cresceu aprendendo a tocar piano, uma paixão que ela carregou consigo até seus estudos na Tokyo College of Music. Suas habilidades com o piano chamaram a atenção de algumas figuras importantes do entretenimento japonês, como o diretor de live action Shunji Iwai e compositor Yoko Kanno. Makino acabaria por trabalhar com Kanno para produzir seu primeiro single em 2005, o mesmo ano em que ela também ingressou na carreira como dubladora ao aceitar seu papel como Sakura em Tsubasa Chronicle. Desde então, ela contribuiu com seu talento para vários animes e já lançou dois álbuns solo. Esse outono, ela fará sua primeira aparição nos E.U.A no New York Anime Festival. Discutimos com ela sua história como música, papéis notáveis em animes, ambições e projetos futuros.

Você tem tocado piano desde que era jovem. Como sua experiência com o instrumento influenciou sua atual carreira musical?

- Acredito que a maior influência que teve em mim, foi que sou capaz de falar ou cantar enquanto estou tocando. Esse tipo de perfomance é um dos meus pontos fortes.

Qual foi o momento mais desafiador para você, sendo uma estudante da Tokyo College of Music, e como você superou esse desafio?

- O momento mais desafiador foi quando eu fui escolhida para me apresentar no concerto da cerimônia de graduação, após ficar em primeira nos resultados de piano em meu último ano. Eu tinha uma agenda bem lotada, eu tinha novos lançamentos por vir a cada 4 meses, e também estava trabalhando no lançamento do meu segundo álbum. Depois do trabalho, eu praticava a noite toda para me preparar para esse concerto, e graças a ajuda dos meus amigos, eu fui capaz de superar esse desafio.

Você trabalhou com vários produtores de música, diretores de filme, e outros profissionais. Como seu trabalho com essas pessoas mudou sua percepção da música e eventualmente do seu trabalho como dubladora?

- Aprendi que você deve tentar fazer o que não consegue, e não apenas o que já sabe fazer. Também aprendi como lidar com cada trabalho diferente e mostrar com seriedade todo o entusiasmo que eu possuo.

Seu primeiro papel como dubladora foi como Sakura para a série Tsubasa Chronicle. Como você se preparou para esse papel, e depois disso, você mudou a forma de trabalhar e se preparar para os papéis?

- Como dubladora, Tsubasa foi meu primeiro trabalho, e também foi a primeira vez que atuei apenas com minha voz para uma produção, então teve várias coisas que eu precisei me adaptar. No entanto, a experiência me inspirou a mudar de um estilo mais "travado" de ler o script para um no qual fico mais confortável para tentar todos os tipos de papéis, entender os sentimentos dos personagens, e colocar coisas que talvez não estejam escritas no script.

Após ganhar o papel de Sakura, seu próximo papel foi o de Nakahara em NHK Ni Youkoso (Welcome to the NHK). Foi difícil essa alteração de uma série de fantasia como Tsubasa para algo "realista" e com temática hikkikomori como NHK? Há similaridades entre as personagens e sua própria personalidade?

- Acredito que as qualidades gentis de Sakura são parecidas com as minhas. Quanto as de Nakahara Misaki, nós duas temos um pouco do "lado negro" em nossas personalidades. A forma como essas duas personagens agem são completamente diferentes, então na época de gravação em que as duas séries estavam acontecendo ao mesmo tempo, era difícil mudar de uma personagem para outra!

Ouvi dizer que você já viajou bastante. Onde você gostaria de visitar hoje? Se você tivesse a chance, que tipos de projetos ou trabalho voluntário você faria em outros países no futuro?

- Há dois anos, eu fui capaz de ir a um evento na China. Após vivenciar aquele momento, eu sabia que eu queria compartilhar minha música com outras nações fora o Japão. Fiquei muito feliz quando descobri que pessoas fora do Japão estavam escutando minhas músicas e me apoiando de tão longe, me deu até um arrepio! Então, no futuro, eu gostaria de continuar levando minha voz e música para pessoas de outros países.

Até agora, você terminou dois álbuns. Que tipo de som você gostaria de experimentar no seu terceiro álbum? Que tipo de mensagem você gostaria de transmitir através de sua música?

- A coisa mais importante para mim é ser capaz de expressar meus pensamentos e sentimentos da mesma forma que eu os sinto. Não importa o assunto, eu só quero expressar meus sentimentos de uma forma natural.

Para finalizar, você gostaria de deixar alguma mensagem para seus fãs no ocidente?

- Obrigado por me apoiarem! Agora mesmo, estou animada em conhecer todos vocês que está difícil conter minha alegria. Trabalharei bastante para me preparar para os meus shows e performances. Vamos aproveitar nosso tempo juntos!

Entrevista realizada pelo site Anime News Network.
Texto traduzido e adaptado por Kenji-san para a VSA em 09/06/2016.

0 Comentários:

Postar um comentário