Impressões Re:ZERO (Episódio 25 - FINAL)





E chegamos ao fim de Re:ZERO. O episódio 25 encerra a temporada de um anime que caiu rapidamente nas graças de todo mundo e que deixou um gosto de quero mais. O anime cobre até partes do Arco 3, então, como de costume, deixo o link aqui dos spoilers para os arcos 4, 5 e 6 que já estão na web novel. Deixo linkado também minhas impressões do episódio 24.

Minhas percepções desse episódio serão feitas puramente com base nele e episódios anteriores, nada de web/lightnovel.

E vamos em frente.

Episódio 25

Resumo do Episódio: As carruagens continuam seguindo seu caminho. Enquanto isso, Julius e Subaru travam sua batalha de vida e morte contra Petelgeuse. Incapaz de contra atacar a estratégia da dupla, Petelgeuse assume o corpo de Subaru. Nesse momento Subaru “invoca” a bruxa para Petelgeuse, apenas para ser “rejeitado” por ela. A dupla derrota a Preguiça. Nesse mesmo momento, Ferris, Otto, Julius e Subaru descobrem que várias Pedras Mágicas de Fogo foram colocadas na carruagem onde Emilia e as crianças estavam. Subaru parte para o resgate, mas no meio do caminho é surpreendido por Petelgeuse, que continuava vivo. Após tensa batalha em movimento, Subaru finalmente o derrota e consegue chegar a tempo para retirar as Pedras da carruagem e leva-las para longe. Na explosão, Subaru é atingido e acaba ficando inconsciente. No fim ele acorda no colo de Emilia e se declara.

Análise do Episódio e Personagens

Esse é um episódio que eu não sabia exatamente o que esperar. Dado em conta que seria o último, fiquei em dúvida se seria um episódio mais aberto ou mais conclusivo, já que não é garantido uma próxima temporada.

O primeiro ponto de destaque do episódio vai para a cena em que Petelgeuse assume o corpo de Subaru e conseguimos ver, pela primeira vez, a Preguiça genuinamente feliz ao ver a bruxa. Incrédulo, ele se pergunta o porquê da bruxa não o ter aceitado, depois de tudo que ele fez. Dá para traçar um paralelo (acredito que de forma proposital) com Subaru e suas reações no episódio onde ele e Emilia “brigam”. Guardem bem essa cena e a expressão de Petelgeuse, pois ela vai ser importante daqui a pouco.
Durante o resgate de Emilia é que conhecemos um pouco mais de Otto, que foi muito superficial até agora no anime. É um personagem que não segue, necessariamente, o moralmente correto, como já vimos no incidente com a Baleia Branca. Mas acredito que ele possa ser melhor utilizado numa eventual próxima temporada, dado que ele também possui uma Proteção Divina que possibilita ele de falar com várias criaturas.

Nesse mesmo momento, um Petelgeuse ainda mais bizarro começa a perseguir a carruagem. Durante essa perseguição, a Preguiça solta algumas palavras e frases de desespero bem interessantes, como: “O amor é tudo”, “Me ame”, “Não esqueci de nada que você já fez por mim”, “Mesmo que você tenha esquecido...”.
Não tem como não relacionar isso com nosso protagonista. O Petelgeuse, em muitos aspectos, se assemelha a Subaru. Essas frases me lembram muito os sentimentos dele no famoso episódio 13. De certa forma, Subaru está para Emilia, assim como Petelgeuse está para a Bruxa. Mas vamos deixar isso de lado, por ora. Vou falar dessa “obsessão” do Subaru pela Emilia na minha análise completa do anime, que pretendo escrever em breve.
O resto do episódio é focado em reafirmar os sentimentos de Subaru e de Emilia, e o que acontece durante esse processo é mero complemento de cena.

Subaru finalmente se “declara”. Depois de 25 episódios, o que já era óbvio aparentemente para todos, exceto Emilia, é finalmente dito ao vivo e em cores. Vários minutos do episódio são dedicados em relembrar e nos passar a sensação que Subaru tem por Emilia. Essa obsessão, apesar de sempre presente, era quase obscura para nós, que vivemos Re:ZERO por tanto tempo sem Emilia ao nosso lado. Não foi por Emilia que o anime se tornou marcante e teve seus momentos mais fantásticos, mas é por Emilia que o anime acontece. É por Emilia que Subaru existe e tem seus objetivos. É por Emilia que tudo o que aconteceu, aconteceu. Essa é a mensagem que o episódio tentou passar durante os 20 minutos. Se eu fosse traçar um paralelo, é como se fosse um soldado numa guerra de anos. Você vive intensamente a guerra, as mortes, os confrontos, até virar algo habitual. Mas de vez em quando você é relembrado pela bandeira no seu uniforme, que você está lutando e morrendo pelo seu país, por mais que essa sensação já tenha ido embora faz tempo.
Até ai, nenhuma novidade. Essa obsessão de Subaru pela Emilia nunca foi apagada ou sequer enfraquecida no anime. A surpresa mesmo é a injeção de emoções e personalidade de última hora, que foi dado a ela. Não me leve a mal se você é fã da Emilia, mas é inegável o exagero de emoções colocadas nela nesse último episódio, como se fosse um último recurso para que nos aproximássemos mais de Emilia, para que simpatizássemos mais com ela. O grande exemplo disso é que não tivemos uma menção sequer, aliás, uma mera aparição de fundo de uma das personagens que mais trouxe força para o enredo e o anime em geral, a nossa Rem. Se ela aparecesse, essa nossa aproximação com Emilia no último episódio talvez não fosse tão grande.

Tudo isso é reforçado ainda mais pela qualidade na expressão do rosto dela durante todo o diálogo com Subaru nos minutos finais. Lágrimas, suspiros, etc. Dou meus sinceros parabéns a toda equipe de animação e dublagem, por fazer até eu, que não vejo nenhum apelo em Emilia, uma personagem com o qual eu enfim simpatizei no final das contas. Pode ter sido uma forçada de barra de última hora, mas funcionou. Se nós não encontramos uma relação em Emilia, como foi o caso de Rem, não se preocupem, o escritor e Subaru vão fazer questão de nos relembrar que Emilia é quem faz esse mundo girar.
O final não poderia ser outro. Foi conclusivo em vários pontos e não abriu nenhuma questão nova, deixando apenas questões que criamos em episódios anteriores em aberto. Vimos a amizade de Julius e Ferris com Subaru, vimos o semblante da bruxa, vimos a outra face de Petelgeuse, vimos ele ser derrotado, vimos Subaru se declarar e vimos Emilia passando alguma emoção de verdade para nós. Não vimos Rem, mas não precisamos, ela já está em nossos corações. O final foi apropriado pela incerteza de uma continuação. Cabe a nós apenas torcer para que essa não tenha sido a última aparição de Natsuki Subaru, e que ele possa Retornar da Morte com uma nova temporada.

Ainda tenho muita coisa pra falar de Re:ZERO, então fiquem atentos nos posts futuros. 

0 Comentários:

Postar um comentário