Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3




Bem vindos de volta a terceira parte dessa matéria, onde mostramos todos os processos que envolvem a criação de anime antes de começar a ser animado. Da última vez, falamos sobre como uma produção se organiza na parte que envolve o roteiro. Hoje vamos falar sobre o processo de arte e os principais papéis.

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3

Designer de Personagens

A proposta de produção, que falamos nas outras partes, tende a incluir retratos visuais dos personagens principais, por mais que eles sejam rascunhos sujeitos a mudanças. Quando se trata de uma adaptação de manga ou light novel, as artes originais podem servir como base até que outros detalhes ou ideias sejam mais definidas. Caso contrário, a proposta geralmente inclui alguns retratos básicos, ou às vezes, até breve descrições dos personagens.

Cada personagem precisa ser redesenhado antes de ser desenhados pelos animadores. Parece redundante, não é? Mas esse não é o mesmo processo como o de desenhar um personagem para manga ou ilustrações de light novel; esses desenhos precisam ser criados para que os animadores possam replicá-los facilmente de várias perspectivas de ângulos, e mais importante, que sejam viáveis para uso em movimentação. Personagens são vistos com um corpo único, mas eles não se movem como um só, então os desenhos precisam ser cuidadosos com cada parte, e orientar os desenhos para que eles tenham essa facilidade de movimentação.

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3

Há algumas questões quando falamos em autoria de desenho, dependendo do projeto. Para adaptações, os desenhos provavelmente serão adaptados usando a fonte original como base. Mas se falamos de um anime original, então os artistas de personagens animados podem criá-los do zero. No entanto, ilustradores famosos quase sempre são escolhidos para desenharem os designs originais, que posteriormente, serão adaptados em personagens animados. Esse método é recomendado pelos produtores para gerar mais interesse entre os fãs.

Produções que trabalham com uma fonte original, geralmente conseguem imagens que os próprios autores mandam dos personagens, para que esses sejam utilizados como referência para os artistas de animação. Algumas vezes, a equipe pode solicitar desenhos adicionais, como novas variações de roupas para os personagens, mas geralmente, isso é cuidado pela própria equipe de animação, já que o autor original não é obrigado a ter trabalho extra. Uma exceção disso seria o de abec/bunbun, ilustrador original da novel Sword Art Online, que ajudou a criar várias versões alternativas de roupas, novos personagens, e outras coisas a mais. A equipe de animação, nesse caso, ficou extremamente agradecida pelo trabalho que ele fez para que a adaptação fosse possível, pois isso não é algo comum.

E o processo não termina após a decisão dos personagens principais. Personagens secundários e recorrentes ainda podem ficar nas mãos de artistas (específicos para personagens secundários), especialmente quando se trata de um número grande. Se um episódio precisa de um desses personagens que não havia referências anteriores, eles podem ser desenhados pelo diretor de animação para aquele episódio, ou algum outro animador confiável envolvido na produção. E eles precisam ser avaliados pelos artistas principais e o diretor antes de serem aprovados... isso se o tempo permitir.

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3

Designer de Cenário

Assim que a equipe principal e/ou membros do comitê decidem em um diretor de arte para a produção, é responsabilidade deles em tornar realidade a visão do diretor. Devido a uma variedade de circunstâncias, eles tendem a ter bastante flexibilidade nesse papel. Os diretores não se especializam nesse ramo, o material que é fornecido para o anime não é muito detalhista ao descrever seus mundos, e quando se trata de obras originais, obviamente, eles ganham ainda mais espaço para trabalharem. De qualquer forma, o objetivo deles é criar ambientes que pareçam encaixar naquele mundo (não confundir com realismo!). Se a obra se passa no mundo real, eles vão utilizar certas localizações como referências e desenharão o mundo da obra de forma a imitar uma certa área. E mesmo que não seja no mundo real, referências de locais são comuns em qualquer obra, desde que não esteja completamente fora de contexto.

Assim que o diretor passa seus objetivos sobre os cenários, o diretor de arte (e artistas designados a esse papel) planejará o processo de desenhar o "mundo". Como a maioria dos estúdios de animação não possuem esse tipo de departamento (por incrível que pareça, muitos estúdios preferem focar na animação, e esse tipo de coisa exige habilidades diferentes), eles são escolhidos de empresas que se especializam em arte de cenário. Isso acontece por contato entre os produtores de animação e o diretor, mas às vezes, os estúdios são procurados devido a estilos e habilidades específicas, motivo pelo qual o Estúdio Pablo está "alugado" constantemente.

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3
Artboard de Owari no Seraph

Há diversas maneiras de se operar dependendo dos projetos, mas geralmente, essa equipe de arte criará desenhos chamados "Artboards" e "Art Designs", que se diferenciam um pouco um do outro. Artboards são desenhos simples de áreas específicas e situações na história, com a intenção de mostrar o uso de cores e o tom daquele momento. Eles são ajustados para ocasiões especiais como horário do dia ou eventos como festivais. Em contraste, os Art Designs são desenhos mais detalhados que servem como um desenho mais técnico de prédios ou locais com um personagem inserido para comparações de tamanho. Animadores principais precisam desses para analisar o quanto o personagem vai "encaixar" no cenário quando compor os layouts para as cenas. Os artistas de cenário usam esses layouts juntamente com os artboards para desenhar os cenários para uma cena específica. 

Mas de qualquer forma, não se prenda muito a toda essa terminologia e nomes estranhos. Quando se está produzindo algo, o mais importante é atingir seus objetivos, e todos da equipe trabalham de formas particulares para alcançar isso.

Um ponto a mais que devemos comentar é o aumento da utilização de cenários em 3DCG. Apesar de não ser incomum, o seu uso começou a ficar mais popular nos últimos anos na media em que as produções aumentaram o uso de movimentos dinâmicos de câmera 3D. Como resultado, esses desenhos também precisam ser criados e aprovados pela equipe de arte e o diretor, o que significa que eles precisam colaborar com a equipe do 3D, caso não tenham artistas que se especializem nisso. No final, o trabalho em 3D também pode ser usado como referência para desenhar cenários em 2D.

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3
Arte de Santiago Montiel para Space Dandy de Yasuhiro Nakura

Designer de Acessórios

Animadores não desenham apenas personagens, eles também são responsáveis por desenhar todos os itens do mundo. Se alguém decide usar um celular, precisa ser desenhado de forma a encaixar com o cenário sem ser necessário uma menção. É um celular antigo? Smartphone? Qual modelo é? Possui acessórios? Esses detalhes precisam ser aplicados a cada elemento do cenário. Se não há detalhes o suficiente, o resultado é algo superficial e genérico e que, sem algo específico, você corre o risco de ter problemas de continuidade nas cenas. Itens principais que serão utilizadas em todos os episódios, como uma espada ou algo do tipo, precisam ser desenhadas logo no início desse processo, enquanto outros menos importantes podem ser desenhados durante a produção para aquele episódio em particular.

Cada produção requer tipos diferentes de acessórios juntos. Uma história de guerra precisará de artistas especializados em armamentos para supervisionar o processo, o mesmo vale para um cenário de fantasia, ou slice of life. A verdade é que qualquer projeto se beneficia de alto nível de detalhismo. A equipe de Hanasaku Iroha, por exemplo, se hospedou em um ryoukan (um tipo de pousada ou hotel tradicional japonês com comida e móveis tradicionais) e usou os materiais de lá como base para os usados na série. Esse é o tipo de dedicação em elementos de um anime que você SEQUER repara!

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3
Se você se perguntava o quão detalhista os objetos precisam ser... bem, essa é a resposta, caso você esteja procurando uma produção de qualidade.

Designer de Cores

Por último, vamos falar sobre cores. Produções tendem a procurar uma pessoa para Designer de Cores, que trazem um conceito geral da paleta de cores que sera utilizado na obra. Obviamente que há o fator temático aqui - cores vívidas ou mais frias são escolhidas para encaixar melhor em um cenário mais alegre ou mais deprimente, por exemplo. Geralmente é uma função bem específica e técnica, pois eles criam referências para os pintores com a lista de todas as cores a serem aplicadas em cada cenário utilizando um software de pintura (como RETAS Paintman) dependendo da circunstância. Mas não importa o quão cuidadoso sejam, animes apresentam tantos cenários que são necessários coordenadores de cores. Esses coordenadores são encarregados de episódios individuais e, com a aprovação do designer, eles irão produzir variações específicas dessas paletas de cores para encaixar melhor em cada cena. Por exemplo, um episódio noturno, mas com tons mais brilhantes. Os coordenadores também servem como revisores, garantindo que cada cena utilize todas as cores bases do anime, assim como as específicas.

Mas há um lado negativo nisso. Isso pode acontecer em qualquer outro passo do projeto, mas acontece com mais frequência na questão das cores. As cores precisam fazer parte do mundo... idealmente, tudo precisa seguir a visão do diretor, do designer de cores e do diretor de arte, que trabalharão junto para misturar as cores dos personagens e objetos com o mundo ao seu redor... mas em muitos trabalhos, essas partes acabam sendo terceirizadas para empresas diferentes, que abre espaço para uma incompatibilidade visual. Com certeza você já viu animes assim, onde as cores dos personagens, objetos e cenário simplesmente não se encaixam, e é provável que esse tenha sido o motivo.

Como é feito um anime A pré-produção de um anime - Parte 3

E com isso encerramos a parte 3! Essa parte foi mais longa, mas é porque há muita coisa pra se falar sobre a parte de desenho. Cada produção possuem departamentos e processos que citamos acima, e espero que tenha ficado claro como há a necessidade de um pessoal muito grande para a realização dessa parte do projeto. E considerando que esses possuem uma carga de trabalho grande, é bom relembrarmos e apreciarmos o trabalho dessa equipe. Na próxima parte, falaremos sobre o resultado de todo esse trabalho na parte de storyboard.

Artigo adaptado para a VSA


0 comentários:

Postar um comentário