Escola havia proibido penteado rabo de cavalo por ser provocativo

Escola havia proibido penteado rabo de cavalo por ser provocativo







Estudantes de todo o Japão ficaram confusos com essa nova regra de uma escola que baniu o uso do penteado estilo rabo de cavalo por provocar "desejos sensuais"


Escola havia proibido penteado rabo de cavalo por ser provocativo

O código de vestimenta de escolas sempre gerou muita controvérsia no Japão. Cada escola exerce sua autoridade na hora de definir esse tipo de coisa, até mesmo beirando o absurdo como o quão longo suas franjas podem ser e até a cor de roupa íntima que você deve usar.

A bola da vez são os rabos de cavalo, um estilo de penteado geralmente considerado como algo conservador e prático em situações formais e de escritório. Porém uma escola não pensava o mesmo.

O usuário @yuuitirou528 se lembrou dessa regra que aconteceu na sua época de ensino fundamental em 2013, e gerou muita discussão no Twitter por conta disso. De acordo com sua postagem, naquela época, um professor em seus 20-30 anos estava por trás de uma proposta de banir o estilo rabo de cavalo por "revelar demais o pescoço das garotas, provocando desejos sexuais nos garotos".

Escola havia proibido penteado rabo de cavalo por ser provocativo

母からPTAでポニテ禁止の校則が出来たよ。理由は男子の欲情を煽る可能性があるから。って聞いて冗談か何かかと思ってたら生徒総会で紙渡されてその記載があった時は「何考えてるんだよ」って思った。やべぇよ

— 
ゆういちろう@ずωだ通信担当 (@yuuitirou528) July 29, 2017

Yuichiro disse não se lembrar se outros professores estavam contra ou a favor da proposta, mas disse que sua mãe, que estava na reunião de pais e alunos onde esse assunto foi discutido, comentou que muitos pais estavam confusos. Uma das pessoas na reunião inclusive comentou: "Então, se eu usar um rabo de cavalo, todos os garotos vão ficar loucos atrás de mim também?"

O próprio Yuichiro disse que ficou confuso, porque mesmo ele como adolescente, nunca havia considerando o pescoço de uma garota tão interessante se comparado a outras partes do corpo. Outros usuários concordaram que não acham que o pescoço seja algo tão excitante assim, apesar de ter algumas pessoas que gostem bastante. O fato de ter algumas pessoas com esse tipo de fetiche pode ser o motivo pelo qual o professor propôs essa regra.

"Eu acho que é o professor que devia ficar todo excitado com os rabos de cavalo."
"Com certeza devia ser um velho que acha que nucas são sensuais."
"Quando eu era aluno do fundamental, eu não ficava excitado por isso. Eu gostava de peitos."
"Tracinhas podem, então?"
"É... eu não curto muito pescoços."
"Cara, algumas pessoas ficam excitadas com idiotas, mas eu não vejo ninguém banindo esse professor da escola."
"É, com certeza se trata de caras velhos que se excitam com pescoços."
"O cara que pensou nisso é quem as pessoas devem se preocupar."

Escola havia proibido penteado rabo de cavalo por ser provocativo

Vale ressaltar que restrição do rabo de cavalo não é algo comum em escolas do Japão. A maioria delas apenas colocam limites quanto a tingir o cabelo ou cortes muito agressivos.

Mas mesmo nessas escolas, essas restrições são mais uma questão de estabelecer um certo padrão do que "proteger estudantes femininas". Nesse caso do rabo de cavalo, a escola estava considerando restringir a liberdade das garotas baseado puramente na premissa de que os garotos são automaticamente suspeitos de serem "agressores" sexuais.

Então os dois lados perdem, tanto as garotas quanto os garotos, e é por isso que isso gerou discussão e raiva entre os jovens. Yuichiro ainda fica confuso com a proposta, mas que no fim, nunca se importou muito em brigar por isso. Ele postou no twitter que sua escola estava prestes a fechar de qualquer forma e que esse ano ela foi incorporada a outra escola devido a falta de estudantes, causado pela diminuição da taxa de natalidade do país.

Na visão desse professor, quem sabe, se tívéssemos mais rabos de cavalo no passado, a taxa de natalidade no Japão seria maior.




0 Comentários:

Postar um comentário