Por que serviços de streaming de anime não se unem?

Por que serviços de streaming de anime não se unem?




"Por que serviços de streaming de anime não se juntam para criar uma plataforma única com uma mensalidade única? Eu acredito que esse seja um dos grandes motivos pelo qual as pessoas utilizam sites ilegais de streaming e o porquê deles terem números melhores que os sites legais. Além disso, caso eles façam isso, eles poderiam diminuir despesas na obtenção de licenças para os anime e poderiam dividir os custos entre si e postar num único site."

Bom esse é um pensamento bem comum entre os fãs dentro de nossa comunidade... e um pensamento bem errado. Isso é basicamente pedir para que as empresas responsáveis pela distribuição de animes no ocidente deixem de competir entre elas, mais ou menos como a Funimation e a Crunchyroll fizeram. O lado positivo é óbvio, ter todos os animes em apenas um lugar por um preço justo e baixo. Eu consigo entender o porquê dessa ideia ser tão atraente, mas na prática, é terrível e assustadora.

Geralmente, quando pensamos no mundo e na ideia do liberalismo econômico, quanto maior for a competição, melhor é o serviço prestado. A competição significa que ninguém pode estabelecer um valor absurdo sem ter consequências diretas, além de garantir um bom nível de qualidade. Caso uma empresa não opte por esse caminho, os outros competidores optarão e, por consequência, terão mais clientes. É por causa da competição que empresas precisam se esforçar tanto para manter seus clientes felizes e fiéis, além de manter um mercado saudável e funcional. O contrário disso, simplesmente assumindo um monopólio, cria um sistema lento com uma empresa que não se sente na obrigação de dar o seu melhor. Existem inúmeros motivos pelo qual monopólios são ruins para os consumidores, além de ser um total abuso de poder de mercado. 

O engraçado é que a Internet e seus usuários constumam serem justamente o contrário do que são fora dela. Na Internet, nós amamos o monopólio. Pense em algum site ou categoria, e você provavelmente tem o seu favorito e incontestávelmente o melhor, com apenas alguns outros minúsculos competidores que ninguém leva a sério. Quer pesquisar algo? Google. Conta de e-mail? Gmail. Streaming de jogos? Twitch. Qualquer tipo vídeo que não seja transmissão de jogos? YouTube. É claro que sempre há pequenos competidores em cada uma dessas categorias, mas nenhum deles ousa tentar concorrer de frente com esses grandões. Até porque, nós não os levaríamos a sério.

Claro que eles possuem motivos de sobra pra terem a preferência global... os serviços prestados são ótimos. Mas mesmo com bons serviços, basta parar e pensar por alguns segundos para descobrir que eles abusam de seus poderes, seja vendendo seus dados pessoais para empresas de anúncios, seja manipulando informações, seja utilizando sua máquina e processador para minerar moedas virtuais, e etc. A lista é enorme mas eu garanto, que se tivéssemos competidores de verdade nesse segmento, esses grandes nomes seriam infinitamente mais transparentes para garantir a fidelidade do cliente. Mas isso não vai acontecer, porque já estamos preso nesse sistema.

Mas e no caso do serviço de streaming de animes? O que aconteceria em um cenário de total monopólio? Apesar de ser difícil prever o que pode acontecer, é provável que cairíamos num falso senso de satisfação no curto prazo. Mas após algum tempo, a empresa chefe e dona desse monopólio começaria a abusar de sua posição. Por exemplo, devido a competição de hoje, muitos serviços precisam se esforçar para licenciar, legendar, dublar e encodar dezenas de horas de anime por semana. Acredito que num cenário de monopólio, não teríamos nossos episódios e séries tão rapidamente, ficando a mercê da boa vontade deles.

Produtores de Anime no Japão estão cada vez mais dependentes de taxas de licença de empresas que transmitem suas animações no ocidente. Sem competição, essas taxas diminuiriam muito, o que em tese, impactaria no desenvolvimento de novas animações. Produtores japoneses são tão preocupados com essa questão que, seis anos atrás, quando a Crunchyroll tinha domínio quase que total do mercado, vários desses produtores cooperaram e iniciaram um site chamado Daisuki para competir com a Crunchyroll. O site teve vários problemas, fãs não gostaram e, no fim, foi uma falha. Mas por sorte, a competição surgiu por outros sites.

Mas num cenário realista, é difícil ver essas empresas de streaming trabalhando junto. A Amazon, por exemplo, não tem nenhum motivo para trabalhar junto com a Funimation e/ou Crunchyroll. O motivo por trás deles estarem adquirindo direitos exclusivos de vários títulos (e não só de anime), é de aumentar sua competição em relação a esses sites e o chefão da indústria, Netflix. A única opção viável então seria a compra de empresas (e dado a receita anual de cada uma delas e os atuais donos, é algo completamente inviável). Ainda tem outras empresas como HIDIVE e Hulu que também possuem seus próprios objetivos. Por fim, é muito difícil enxergar essas empresas se "unindo" para criar um monopólio, uma vez que nenhuma delas possuem objetivos ou ambições iguais. 

Podemos dizer quer sites ilegais de stream são um certo tipo de competição, e uma bem injusta já que eles não precisam licenciar, traduzir ou dublar nada. E é verdade que é frustrante não recebermos tudo imediatamente em um só lugar e por um preço acessível, principal motivo pelo qual as pessoas vão atrás desses sites ilegais. Mas ter um ambiente levemente competitivo é importante, mantendo serviços pagos que sejam acessíveis a nossa comunidade, é a única forma dessa indústria continuar viva e saudável.

Resumindo: Monopolizar o serviço de streaming, colocando toda a biblioteca de anime e dinheiro num só lugar, pode parecer a situação ideal para nós, mas na verdade, essa competição e exclusividade de conteúdo de cada serviço é o que garante que nós continuemos a ter serviços de qualidade a preços acessíveis.
Artigo original por Justin Sevakis
Traduzido e Adaptado para a VSA












0 comentários:

Postar um comentário