Assassino mata duas pessoas com uma katana em Santuário de Tokyo

Assassino mata duas pessoas com uma katana em Santuário de Tokyo




Um ataque motivado por uma disputa de sucessão deixou três pessoas mortas em um santuário de Tokyo.

Uma sacerdotisa-chefe de um santuário em Tokyo foi atacada até a morte... pelo seu próprio irmão. Uma espada samurai ensanguentada foi encontrada no local, além de outras facas.

De acordo com a polícia, a esposa do suspeito também fez parte da emboscada que aconteceu na noite do dia 06/12. O suspeito, além de ter matado a sacerdotisa, também tirou a vida de sua esposa, antes de finalmente cometer suicídio.

Santuário Xintoísmo Japão
O Santuário Tomioka Hachimangu é famoso durante o festival de verão em Agosto.

O ataque teria começado quando Nagako Tomioka, sacerdotisa-chefe de 58 anos, saiu de seu carro no Santuário e foi confrontada por seu irmão, Shigenaga Tomioka, de 56 anos, e sua esposa.

A esposa de Shigenaga rapidamente atacou o motorista de Nagako com uma espada. Após o ataque, o motorista fugiu. A polícia afirmou que havia uma trilha de sangue na pista por onde o motorista fugiu, mas as feridas dele não foram mortais.

Já a sacerdotisa teve o peito perfurado e um corte profundo na nuca pelo seu irmão. Infelizmente ela não resistiu aos graves ferimentos.

Após tudo isso, o suspeito e sua esposa foram para outro local do Santuário, onde a polícia suspeita que ele teria atacado ela, antes de ter cometido suicídio.

O xintoísmo, "religião" ou espiritualidade tradicional do Japão caracteriza-se pelo culto à natureza, aos ancestrais,e pelo seu politeísmo, com uma forte ênfase na pureza espiritual, e que tem como uma de suas práticas honrar e celebrar a existência de Kami, que pode ser definido como "espírito", "essência" ou "divindades".

Santuário Xintoísmo Japão
Atualmente, 80% da população japonesa pratica alguma forma de xintoísmo.

Os santuários são uma parte fundamental do xintoísmo. Além dos rituais, eles são responsáveis pela comunicação com Kami. Os devotos geralmente possuem uma relação próxima com o santuário local.

O xintoísmo não é tão visto lá como uma religião, mas sim como um estilo de vida. Existem mais de 80.000 santuários e sacerdotes no Japão, mas há poucas sacerdotisas. De acordo com a mídia local, os assassinatos foram motivados por uma disputa de sucessão entre a sacerdotisa e seu irmão.

Shigenaga Tomioka já havia sido o sacerdote-chefe do santuário, após ter sucedido a posição de seu pai ainda nos anos 90. Porém, ele foi removido de sua posição em 2001 quando seu pai retornou a posição principal, além de colocar sua filha Nagako Tomioka como próxima sucessora na linha. Não se sabe o motivo de Shigenaga ter sido removido de sua posição.

Durante os anos seguintes a esse incidente, sabe-se que o suspeito havia mandado várias cartas com ameaças de morte a sua irmã, até que foi preso em 2006, quando enviou uma carta dizendo que "ele a enviaria pro inferno".

Após o pai deles ter finalmente se aposentado em 2010, Nagako Tomioka assumiu como sacerdotisa-chefe. O Santuário Tomioka Hachimangu existe desde 1627 e é famoso durante o festival de verão Fukagawa Hachiman em Agosto. O imperador do Japão e sua família visitaram esse Santuário em 2012.














0 Comentários:

Postar um comentário