Japonês desafia o namorado de sua filha em videogame e é expulso de casa

Japonês desafia o namorado de sua filha em videogame e é expulso de casa





"Ele não é digno de namorar minha filha" - disse o pai após testemunhar a falta de habilidade do garoto em jogos de luta.

É sempre um momento muito complicado e difícil para um pai conhecer pela primeira vez o namorado de sua filha. Não é nada fácil um pai ver um estranho tomar a sua posição como homem mais importante na vida de sua filha.

Alguns pais lidam com isso de forma madura e controlada, se certificando de que o homem possua um bom caráter e que cuidará bem de sua filha. Outros, como o japonês @buppa_stone, lidam de uma forma mais... interessante.

@buppa_stone possui uma filha que está no ensino fundamental II, e a garota já possui um namorado. Recentemente, ela decidiu apresentá-lo a sua familia. Nesse momento, @buppa_stone começou a tweetar.


Até aí, tudo bem. Acontece que @buppa_stone e o namorado de sua filha possuem um interesse em comum: videogames. Sendo mais específico, ambos gostam de jogos de luta como a série Guilty Gear. Jogos de luta são competitivos, e obviamente, o sangue competitivo de @buppa_stone já estava fervendo à essa altura.

Guilty Gear Japonês Namorado Filha


Guilty Gear Xrd Rev 2, o jogo escolhido para a partida.

Pouco tempo após o primeiro tweet, o pai e o namorado de sua filha pegaram seus controles e começaram a luta. Os dois decidiram ver quem seria o primeiro a atingir 10 vitórias. O pai mostrou que ele não é bom só de papo... pois algum tempo depois, ele soltou o tweet:



Guilty Gear Japonês Namorado Filha

Mas aparentemente, a comemoração do pai foi tão exarcebada que o resto de sua família não aguentou, e quando chegou no horário da janta...





Vencer é sempre bom, ainda mais quando você prova que ainda não "envelheceu" nos seus hobbies. Porém, vamos concordar que @buppa_stone não demonstrou espírito esportivo ou respeito com o garoto, porém, imaginem o quão pior seria se ele tivesse perdido?













0 comentários:

Postar um comentário