Sentai Filmworks está abandonando a mídia DVD?

Sentai Filmworks está abandonando a mídia DVD





Será que a Era dos DVDs finalmente atingiu o seu fim?


"Recentemente eu li um artigo que dizia que a Sentai Filmworks estaria, basicamente, abandonando os lançamentos em DVD até o ano de 2019, e focariam seus lançamentos apenas em Blu-Ray (salvo algumas exceções). Eu sei que o tema DVDs vs Blu-Rays é bem discutido e as vendas tem se divido quase 50/50 pra cada lado nessa última década. Então, por que a Sentai está decidindo parar com os DVDs agora? É algo relacionado ao custo de produção, ou a demanda de DVDs já não é tão alta para as novas séries?"

2019 ainda está bem longe e a declaração da Sentai Filmworks sobre abandonar a produção de DVD ainda é algo vago. O anúncio dessa semana coincidiu com uma promoção deles de DVDs, deixando bem claro que esse tipo de mídia ainda seria utilizada em algumas séries (como por exemplo, animações antigas que não possuem conteúdo em alta definição). Mas sim, o fato é esse, a Sentai é uma das primeiras empresas de anime a fazer uma declaração de que a era dos DVDs pode, finalmente, estar chegando ao seu fim. E isso não pode ser ignorado.

Apesar da batalha entre vendas de DVD e Blu-Ray estar acontecendo há algum tempo, com vendas divididas entre as duas mídias, nos últimos anos o mercado de DVDs começou a dar sinais de enfraquecimento. Você poder perguntar a todos que trabalham nessa indústria... Blu-rays ainda vendem bem, mas os DVDs estão sofrendo.

Não chega a ser uma surpresa. Em 2017, praticamente todos os grandes mercados de anime possuem acesso a outras mídias, como streaming em alta definição. Fãs ainda adoram comprar mídias físicas como coleção, mas a maioria deles só compram de suas séries favoritas ou animes que já viram. Tornou-se raro a existência de fãs que compram cegamente qualquer produto, mas mesmo nesses casos, eles já tem uma certa noção de que vão gostar de tal anime e portanto compram a mídia de melhor qualidade, que terá lugar garantido em sua coleção.

Se você ama tanto um anime a ponto de comprar uma cópia permanente para colecionar, é bem provável que você escolherá a opção com a melhor qualidade possível e no formato em que ele foi originalmente produzido. E quase todos os animes lançados e relançados nos últimos anos tem sido em alta definição. Um downscale para "Standard-definition" até pode parece bonito, mas nunca ficarão tão bons quanto eles originalmente deveriam ser.

Por anos, muitos fãs se contentavam com DVDs por questões de compatibilidade, ou porque a mídia Blu-Ray ainda era muito cara. Mas nos dias de hoje, leitores de Blu-ray estão tão baratos quanto os de DVDs. É a mídia padrão de consoles de última geração que, inclusive, podem fazer a função de reproduzir filmes, séries, animes, e etc. Notebooks e computadores com leitores de DVD praticamente não são mais fabricados e nenhuma televisão hoje é colocada no mercado sem suporte para HDMI. Aquela imagem bonita de DVDs em uma televisão CRT no início dos anos 2000, hoje são intragáveis em uma TV full HD/4k. Ainda tem alguns teimosos que se recusam a fazer o upgrade para o Blu-ray, mas na medida em que o tempo passa, até os mais insistentes começam a mudar de lado.

Chegamos ao ponto onde até mesmo re-re-re-re-relançamento de animes que foram criados em standard definition não terão boas vendas de DVD, porque os fãs colecionadores praticamente pararam de prestar atenção em qualquer outra coisa que não seja Blu-ray. Um upscale qualquer, com qualidade duvidosa, ainda venderá melhor do que um DVD feito de uma mesma fonte.

É claro que DVDs são mais fáceis e baratos de se produzirem do que Blu-rays, mas isso não significa que eles são fáceis e baratos no geral. Os vídeos precisam ser codificados, menus precisam ser criados, legendas precisam ser renderizadas, pacotes e caixas precisam ser impressos, etc. São vários processos que encarecem o produto final. E apesar dos anos contínuos de fabricação de DVDs terem padronizado e barateado todo o processo, não se trata de algo simples. Aliás, até mesmo alguns softwares essenciais usados para a criação de DVDs já foram descontinuados, e muitos deles não são compatíveis com os sistemas operacionais modernos. 

Há vários animes por aí que não faz o menor sentido receberem um lançamento em Blu-ray, seja por motivos de negócios ou qualidade de vídeo. Cruamente falando, qualquer coisa feita antes de 2002, que não foi remasterizado com perfeição, é praticamente inútil de se colocar em um Blu-Ray. Outra situação onde Blu-ray não compensa são na venda para nichos pequenos, que movimentam menos de 1.500 unidades, não justificando o custo de produção. Mas se até mesmo um Blu-ray com um upscale medíocre vai vender mais do que DVDs, será que existe motivo para essa antiga mídia continuar sendo produzida? Fora que um Blu-ray comporta até 50 episódios por disco, caso o anime continue em standard definition, economizando dinheiro para todo mundo.

A Sentai pode ter sido uma das primeiras a anunciarem o fim dos DVDs, mas definitivamente não será a última. Após 20 anos, essa mídia que nos deu tanta alegria e praticidade, finalmente está mostrando os sinais de velhice. Com certeza ainda veremos a sua presença por um bom tempo, mas a cada ano que passa, sua relevância se torna cada vez menor.
Fonte

Nota: A Sentai não foi a primeira empresa a anunciar algo desse tipo












0 comentários:

Postar um comentário