Mãe ajudou filha a superar bullying com Sushi

Mãe ajudou filha a superar bullying com Sushi




Melodee, uma americana com descendência japonesa, conta como ela sofreu brincadeiras por manter um costume japonês e como sua mãe a ajudou.

Mãe ajudou filha a superar bullying com Sushi

A fase de crescimento de uma criança é um período complicado na vida de qualquer pessoa, mas é especialmente pior quando você tem algo de "diferente", te tornando um alvo mais fácil de brincadeiras e até mesmo bullying. Se você usava óculos, era mais gordinho, vestisse algo diferente, praticamente qualquer coisa que te diferenciasse do "comum", é provável que você já tenha sido alvo de alguma brincadeira não muito divertida.

No caso de Melodee Morita, uma americana com descendência japonesa que cresceu em Los Angeles, foi graças a seus comportamentos herdados de uma cultura diferente.

Melodee hoje é uma mulher bem resolvida que vive em Nova Iorque e trabalha como jornalista de TV bilingue, MC, intérprete e dançarina profissional de ballet, além de fazer vídeos para o YouTube sobre saúde, beleza, moda e cultura. Recentemente, através de um vídeo ela compartilhou uma experiência que ela teve que enfrentar enquanto estava no jardim de infância/pré.

A história começa com ela falando em japonês e a partir dos 9:25, ela conta a mesma história em inglês.

Melodee começa explicando um pouco sobre sua história, de como ela foi criada nos Estados Unidos, nunca tendo vivido no Japão. Apesar de seus pais nunca a terem obrigado aprender japonês, eles eram muito proativos em compartilhar a cultura com ela e seu irmão. Uma das coisas que sua mãe fazia era um tradicional lanche bentô todos os dias para que ela levasse a escola.

A maioria das crianças nos Estados Unidos simplesmente levam um sanduiche com algum recheio como manteiga de amendoim ou geleia. No início, Melodee não ligava muito e simplesmente curtia os bentôs de sua mãe, até que um dia ela decidiu colocar no lanche alguns norimaki.

Mãe ajudou filha a superar bullying com Sushi
Norimaki é um tipo de sushi enrolado com alga marinha, chamada Nori.

Apesar de hoje, a culinária japonesa como Sushi ser algo popular no mundo inteiro, há alguns anos isso não era tão conhecido. Os coleguinhas de classe de Melodee, que provavelmente nunca tinham provado ou sequer visto algo do tipo, viram o norimaki e fizeram alguns comentários do tipo: "Credo, que nojento! Que papel preto é esse que você tá comendo?"

Assim como a maioria de nós ficaria, Melodee ficou triste pelos comentários e começou a sentir vergonha das comidas japonesas que ela costumava gostar. Ela foi chorando para a casa e disse para sua mãe que não queria mais levar bentô para a escola.

Em vez de explicar para sua filha, ou simplesmente acatar o "normal", sua mãe tomou uma decisão muito bonita: ela fez bastante norimaki para todas as crianças da sala experimentarem. Sua professora na época apoiava muito essa ideia, incentivando as crianças a serem mais abertas para outras culturas. Alguns de seus colegas de classe experimentaram o norimaki, e Melodee ficou muito feliz em ouvi-los dizendo que era gostoso.

Ao apresentar o norimaki para a classe, a mãe de Melodee foi capaz de tirar toda a "estranheza" que as pessoas sentem com coisas que não nos são familiares, e aproveitou a curiosidade das crianças com a comida japonesa para transformar em algo positivo. Depois disso, Melodee explica que nunca mais brincaram com ela sobre seus lanches, e que ela guarda essa experiência como uma das lições mais importantes de sua vida.

Conhecimento e amor de mãe é algo inexplicável.













0 Comentários:

Postar um comentário