Spoilers de Ryuuou no Oshigoto Light Novel Volume 2

Spoilers Ryuuou no Oshigoto Volume 2



"The Dragon King’s Second Disciple"(A Segunda Discípula do Rei Dragão)


Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

Em relação ao anime:

Ryuuou no Oshigoto episódios 1 ao 3 = Volume 1 da Light Novel
Ryuuou no Oshigoto episódios 4 ao 5 = Volume 2 da Light Novel


O segundo volume não demora muito para introduzir a nova personagem principal, logo depois de Ai finalmente se tornar oficialmente a discípula de Yaichi. Enquanto Yaichi visita a residência do amador 6-dan Dan Onizawa (que por ventura também é um autor de novel S&M para adultos) com Ai, ele encontra um velho misterioso enquanto Ai jogava algumas partidas com Onizawa. O homem observara bem o talento crescente de Ai e o conflito interno de Yaichi em tê-la como discípula. Após o fim das partidas e do homem ter ido embora, Yaichi descobre algo enquanto conversa com Dan: Ai está estagnada, sem desenvolvimento.

- O que você acha da Ai?

- Eu acho que ela tem o potencial. Talvez mais do que Ginko-chan.

- Mais do que Anedeshi!? Eu, eu acho que isso é um pouco de exagero...

- Mas do jeito que ela está agora, eu duvido que ela seja capaz de passar o nível de Ginko-chan.

- Hã?... Por quê?

- Porque ela não tem um rival"

Não há um único ser humano nesse mundo que possa crescer sozinho. Até mesmo Ginko, que agora é a melhor jogadora feminina de shogi na história, só pôde chegar até esse nível porque Yaichi sempre se declarou como seu rival. E esse é o motivo pelo qual ela escolheu o caminho difícil de se tornar uma jogadora profissional, em vez de se tornar somente uma jogadora profissional na categoria feminina, porque ela queria ser capaz de jogar nos mesmos campeonatos que Yaichi. Mas a atual Ai não possui ninguém assim, e Yaichi não pode assumir esse papel.

Nesse momento, Yaichi recebe um pedido de Seiichi Tsukimitsu: o atual presidente da Associação Japonesa de Shogi e um gênio que se tornou o segundo profissional da história logo no ensino fundamental. Apesar de sofrer de uma doença séria, que acabou prejudicando sua visão desde os vinte anos, ele conseguiu manter sua posição Rank A no Ranking Battle (a preliminar para poder disputar o título Meijin; apenas como observação, Yaichi atualmente está no C2, o rank mais baixo) até sua idade atual de 50 anos. Por conta de seu problema de vista, frequentemente ele recebe ajuda de seu secretário para mover as peças de shogi durante as partidas.

Ao conhecer Yaichi em pessoa, Seiichi rapidamente conta seu pedido: ele gostaria que Yaichi tivesse mais uma discípula. Uma garota de 9 anos na 4ª série. Após provocar Yaichi sobre sua "paixão por garotas do fundamental", Seiichi explica que essa garota aceita um mestre que possua um Rank A ou tenha conquistado algum título, e ele não teria como aceitar mais um discípulo. Após negociações, Yaichi concorda em receber a garota como sua discípula temporária até que ela se junte ao Research Group.

Ao chegar na mansão da garota em Kobe, Yaichi encontra o mesmo velho que encontrou na casa de Onizawa, e que no fim das contas, era o avô de sua nova discípula, Kouten Yashajin. Kouten apresenta sua neta a Yaichi, Ai Yashajin.
Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

Apesar do nome, idade, e até mesmo o tamanho do corpo serem idênticos a Ai, a atmosfera perto de cada uma delas era completamente diferente. (Para ficar menos confuso, essa nova "Ai" será chamada de "Ten-chan" que é o seu apelido).

Vestida totalmente de preto, suas primeiras palavras foram:

- Eu não irei te chamar de Mestre.

Não demorou muito para Yaichi entender que Ten-chan é uma menina rebelde, e que ele precisará de uma abordagem diferente para domar essa garota desbocada. Ao derrotá-la em uma partida com uma desvantagem de 4 peças, Yaichi descobre que ela possui um talento incrível e um coração firme e obstinado. Ten-chan joga um estilo totalmente diferente de shogi se comparado ao estilo ofensivo de Ai, chamado uke-shogi. O pai de Ten-chan era um Meijin amador, enquanto sua mãe era membro de um clube de shogi na universidade; ambos faleceram em um acidente, e shogi foi a única coisa deles que sobrou pra ela.

Voltando de sua primeira "aula" com Ten-chan, a primeira vista que Yaichi tem ao voltar é a de Ai se escondendo embaixo de um kotatsu após ser usado como "saco de pancadas" por Ginko. No entanto, ele ficou surpreso como que Ginko teve a dizer logo depois.

Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

- Yaichi.

- Sim?

- Ela está piorando. Aquela coisa.

Ai está piorando?

Finalmente a ficha caiu para ele. O ambiente atual de Ai pode ter sido o ideal para que ela aprendesse shogi, ou seja, com amigos que jogam shogi com ela e um mestre que gentilmente a ensina tudo, e todas as coisas legais que ela vivencia todos os dias. No entanto, no momento em que ela encontra conforto e satisfação nessas coisas, é o momento em que ela começa a pensar inconscientemente "Eu estou bem do jeito que estou", e aí que seu crescimento para. Estagnar é o primeiro passo para a derrota.

Ao perceber a necessidade de um rival digno para Ai, para manter seu crescimento, Yaichi finalmente decide treinar Ten-chan. Ao levá-la para um dojo onde as pessoas apostam com shogi, e acompanhada por Akira Ikeda (guarda-costa pessoal de Ten-chan, que não entende nada de Shogi), Yaichi dá um lugar a ela para que ela melhores suas habilidades. Seu estilo de shogi requer uma perfeição extrema, e jogar em apostas no submundo de shogi era uma forma que Yaichi encontrou para melhorar sua capacidade de foco e atenção.
Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2
Enquanto Yaichi voltava para casa enquanto JS-Ken estava tendo uma reunião, Char de repente pede para se tornar sua discípula. Yaichi a recusa gentilmente e diz a ela "Eu não posso torná-la em minha discípula, em vez disso, eu a tornarei numa noiva!!" o que acaba gerando raiva em Ai. Nisso, Yaichi acaba esquecendo que ainda não contou para Ai sobre sua nova "discípula temporária", e como ela reagiria isso. Então prefere manter como segredo.
Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2
Ai não estava contente com o fato de Yaichi estar escondendo algo dela, e ela pode ser bem assustadora de vez em quando, a prova disso é ela, uma garota do fundamental, perguntar para uma colega de classe aonde comprar soro da verdade. Mio, que queria alegrar um pouco Ai, acaba convidado ela para visitar o dojo da cidade, juntamente com outros membros JS-Ken, que por ventura é o mesmo lugar onde Yaichi e Ten-chan estavam naquele dia. E justamente quando Yaichi estava ensinando Ten-chan como mover as peças de shogi, Ai o pega no flagra.
Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

Yaichi, que estava prestes a ser assassinado por uma Ai em modo yandere, apenas implorava a Ten-chan que explicasse toda a situação, mas...

Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

- Prazer em conhecê-la. Meu nome é Ai Yashajin. Yaichi-sensei tem me ensinando várias coisas, como as que você acabou de ver. Não é mesmo, Sensei? ♥

- Ai... Yashajin-chan...?

- Isso mesmo. Então seu nome também é "Ai", hã? Seria isso uma coincidência? Ou talvez... ele tenha se cansado da primeira Ai-chan? Que sensei terrível.

As coisas acontecem bem rapidamente e Ai acaba fugindo de casa, mas era somente para ficar na casa de Kiyotaki. Correndo rapidamente até a casa de seu mestre, Kiyotaki diz a Yaichi que ele já sabe mais ou menos a situação pela Ai e pelo presidente. Mas essa não era a única coisa que ele queria falar.

- Eu queria esperar você se tornar um jogador Rank A antes de te dizer isso... mas como você obteve um título e acolheu uma discípula, eu vou te dizer. Eu-Eu queria ter te tornado o discípulo de Tsukimitu-san.

- Me tornar discípulo do presidente? O que você quer dizer com isso...?

- Eu pensava que eu não seria capaz de te ensinar.

- ... É porque havia Anedeshi?

- Você tinha algo que eu não tinha... talento, e um muito grande.

- ...?

- Eu já sabia disso desde a primeira vez que joguei contra você. Que esse garoto se tornaria um profissional ainda no fundamental.

- Ma-mas, eu ainda era um amador 2-dan naquela época, não? Não tinha como saber se eu viraria um profissional ou nã-

- Eu posso dizer. Aliás, é quando alguém é um iniciante que podemos enxergar o talento. Muita coisa pode ser adquirida por força de vontade, mas talento não. Pessoas nascem com isso.

- Talento...

- Você sentiu isso também, não? Da Ai-chan.

- ...Sim.

Kiyotaki sentiu em Yaichi a mesma coisa que ele sentiu quando encontrou Ai: talento. Tudo que ele pode fazer foi ensiná-lo como se tornar um jogador profissional, e nada mais que isso; ele não pode ensiná-lo em como se conduzir como um vencedor. Esse foi o motivo pelo qual ele consultou o presidente logo depois da partida de promoção de Yaichi, mas teve seu pedido negado. O motivo era simples: não é o dever de um mestre de honrar os sentimentos de seu discípulo?

- Eu tentei fugir de meu discípulo uma vez. Apesar de seu discípulo poder fugir de você, tudo o que você fez foi em prol dela. É por isso que eu não acho que você esteja enganado.

- Mestre...

- Você queria criar uma rival para Ai-chan, certo? Alguém com quem ela possa evoluir junto. Alguém que seja para ela assim como Ginko foi para você.

- ...!

Ao perceber que a escolha que ele fez não foi errada, e que ele finalmente está trilhando os mesmos passos de seu mestrei, Yaichi o agradece de todo coração.

Com o treinamento de Ten-chan finalizado, é finalmente a hora de ela realizar o teste do Research Group. Depois de derrotar seu primeiro oponente com facilidade, Ten-chan prossegue derrontando Keika em sua segunda partida. Apesar de perder com uma desvantagem, ser completamente dominado por uma aluna do fundamental foi algo demais para ela, e ela deixou o lugar em lágrimas. Ai era a terceira oponente de Ten-chan.

A partida delas foi uma bem acirrada. Apesar de Ai começar primeiro, o movimento de Substituição do Bispo trouxe Ai para o ritmo de jogo de Ten-chan. Com seu estilo de jogo onde nenhum erro é tolerado, Ten-chan empurra Ai para um canto. Longe de desistir, Ai recupera terreno com seu estilo ofensivo. No entanto, Ai comete um erro besta perto do fim, o que força ela a admitir a derrota.

Ai percebe o porque dela ter perdido uma chance tão óbvia de vencer: era porque ela assumiu ser impossível. Desde que começou a perder o jogo logo no início, ela já pensava ser uma vitória impossível. O momento em que seu coração fraquejou por ela acreditar que seu mestre estava ajudando sua oponente, ela havia perdido para ela mesma.

Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

- Eu deveria ter estudado mais...! Eu deveria ter jogado mais shogi com pessoas mais fortes...! Eu deveria ter resolvido mais tsumeshogi...! Mesmo que chegasse ao ponto onde eu pensasse somente em shogi e nada mais...! Mais, mais e mais... Se eu tivesse colocado mais esforço nisso...! Por mais que eu tenha vindo para aprender mais e mais sobre shogi..., eu quero ficar melhor!

Yaichi entendeu muito bem a dor que Ai sentia naquele momento. É a dor que vem a todos que desejam serem os melhores no mundo do shogi, a dor da derrota. Pessoas que são incapazes de superar essa dor, não são capazes de continuar seguindo na vida. Não existe "jogadores invencíveis"; aliás, quanto mais forte essa pessoa é, mais vezes ela será derrotada. Mas por mais que se entenda isso, o gosto da derrota é um gosto amargo.

No entanto, essa dor, esse sentimento é algo que Yaichi sempre quis que Ai aprendesse. Algo que nem ele e nem ninguém desse mundo pode ensinar a ela. Esse sentimento de se tornar cada vez melhor.

Afinal,

- Pessoas que não choram quando perdem, jamais se tornarão fortes.

Voltando para a casa junto com Ai após a partida, Yaichi comentou sobre Ten-chan e disse a Ai que ele irá aceitá-la como discípula do presidente, mesmo a força. Ai aprova com um pouco de relutância, com a condição de que Yaichi jogasse 30 partidas de shogi com ela (para que ela continuasse a "primeira" de Yaichi).

O dia da partida de Yaichi com o presidente finalmente chegou. Apostando em quem se tornaria o mestre de Ten-chan na partida, os dois começaram seu duelo, com o mesmo movimento de Substituição de Bispo de antes, uma tática que Yaichi admirava e aprendeu do presidente. O jogo continuou com Yaichi dando o seu máximo para vencer, e com um único erro feito pelo presidente, foi o suficiente para Yaichi conseguir a vitória. "Se apenas os olhos desse homem funcionassem bem, o resultado seria completamente diferente", pensou Yaichi.

Dizendo para Yaichi que ele finalmente lhe devolveu o favor, ele deixa ele sozinho para conversar com Ten-chan, que aparentemente esteve observando a partida o tempo todo. Yaichi mostrou a ela a gravação de uma partida entre o pai dela e o presidente; foi uma partida memorável que aconteceu há sete anos, e Yaichi era o juíz daquela partida. Ele diz a Ten-chan que naquela partida, seu pai havia desejado de que se sua filha quisesse se tornar profissional quando crescesse, o presidente seria seu mestre.

No entanto, Ten-chan o lembrou que a história tinha uma continuação que o próprio Yaichi esqueceu: que o joven Yaichi naquela época descobriu uma maneira de deixar o rei do presidente em cheque, algo que nem mesmo seu pai imaginara. Naquele momento, o pai de Ten-chan mudou seu desejo:

- Se minha filha quiser se tornar uma profissional quando crescer...

- Eu quero que esse Yaichi Kuzuryuu-kun se torne seu mestre.

Durante todo esse tempo, Ten-chan sempre achava que foi uma dádiva ela se tornar a discípula de Ryuoou, Yaichi Kuzuryuu. O último maior desejo de seu pai foi que ela aprendesse o shogi de Yaichi, afinal. É por isso que Ten-chan cresceu utilizando as mesmas táticas e estratégias de Yaichi.

- Então? No fim das contas, de quem eu vou ser discípula?

- O que você pensa sobre si?

- Eu não me importo. O relacionamento com o mestre no shogi só serve na questão de administração de qualquer forma, não? Contanto que eu consiga entrar em uma "família", eu não me importo quem seja.

- ...

- Bem, isso é mais conveniente para mim também. Afinal, todo mundo é meu inimigo.

O que Ten-chan disse não é exatamente errado. O mundo profissional de shogi é um campo de batalha. Enquanto viverem nesse mundo com a ambição de chegar ao topo, todos são inimigos.

No entanto, isso não é a única coisa sobre shogi.

Apesar de todos acabarem se enfrentando, jogadores de shogi também compartilham de um laço muito poderoso entre eles, e é isso que Yaichi queria mostrar a Ten-chan. Ele se lembrou do momento onde usou o "talento" como uma desculpa para recusar o pedido do presidente para se tornar seu discípulo, e finalmente falou o porquê dele estar tão "obcecado" com Ten-chan.

A promessa do passado não importava, nem suas táticas ou talento. Tudo que ele queria era enxugar as lágrimas que transbordavam do coração dela, ensiná-la algo que seus pais sempre quiseram: de que shogi pode trazer felicidade nas pessoas.

- Ai. Você... Você se tornaria minha família?" (O sentido de família aqui é o mesmo de um relacionamento entre mestre-discípulo.

- Famí...lia?

- Sim.

Yaichi sabia que ele não poderia jamais trazer os pais dela de volta a vida, ou substituir o laço que foi perdido, mas ele poderia criar um novo. Com seu mestre, Ginko, Keika e Ai, com sua família, ele poderia dar a Ten-chan uma nova família. De início é provável que eles não se deem bem, mas com o shogi, ele acreditava que seria capaz de entendê-la assim como na partida de Ai. Há casos de relacionamentos entre mestres e discípulos que existem somente pelo fato de serem convenientes, mas esse não era o caso que Yaichi queria.

- Eu quero me tornar uma família com você, com Ai Yashajin. Não apenas uma família no nome, mas uma no qual poderemos sorrir juntos em momentos bons e uma que possamos nos apoiar nos momentos ruins, assim como uma família de verdade.

Ten-chan levou suas mãos frente ao seu peito. Sentada frente a Yaichi não estava mais uma princesa arrogante ou uma gênio, mas sim uma garotinha que tremia com a lembrança do sofrimento ao perder alguém.

Segurando suas mãos, Yaichi disse as seguintes palavras:

- Por favor, seja minha família. Eu definitivamente... te farei feliz.

Dois dias depois, Yaichi adormeceu jogando shogi com Ten-chan no segundo andar da Associação após jogar vários rounds com Ai (aquela promessa das 30 partidas).

- ... Então, basicamente eu tenho dormido pouco por conta disso. Jogar shogi sem parar logo depois do dia daquele jogo importante me deixou nesse estado...

- Que coisa inútil. Quer dizer que você não pode aceitar uma nova discípula se sua discípula não permitir? Quem é o mestre de verdade aqui? Como jogador profissional, você não tem vergonha? Você ao menos conquistou um título de verdade? Já se olhou no espelho para ver o quão deprimente você é?

- Estou envergonhado...

- Em primeiro lugar, não importa quem é a "primeira" discípula. Isso vai ficar claro através do próprio shogi.

- Bem, você tem um ponto. Se isso for resolvido jogando shogi, a resposta vai ser bem óbvia.

- E então?

- Hã?

- Quem é a 'primeira'?

- Hã!? Você não acabou de dizer que não importa quem é a 'primeira'?

- N-Não me entenda errado, ok? Estou falando sobre quem é a 'primeira' no shogi, entendeu!? Não quero saber quem você prefere, ok!?

- Ok, ok! Entendi!

- ...Que seja!

Desviando o olhar de Yaichi, Ten-chan continuou falando com seu rosto corado.

Spoilers Ryuuou no Oshigoto! Volume 2

- Eu não o irei chamar de mestre. Você se tornou meu mestre apenas porque era necessário pela Associação, porque meus pais queriam isso, e porque eu preciso entrar em uma 'família'. Eu não desejei ser sua discípula, nem um pouquinho. É por isso que, que...! Não tenha ideias erradas, sensei!

Resumo original



0 comentários:

Postar um comentário