Entrevista com o produtor de Pop Team Epic

Entrevista com o produtor de Pop Team Epic




Entrevista originalmente publicada na Animate Times, conduzida por Kohei Toriyabe.

- Para começarmos, poderia nos contar um pouco sobre o seu papel na criação desse anime?

Eu sou creditado como planejador/produtor da série, então em outras palavras, eu sou o cara que você pode culpar por apontar o dedo e dizer "Eu quero transformar isso num anime". A partir daí, eu junto a equipe que irá trabalhar comigo, desde o pessoal do estúdio de animação até a pós produção, compositores, etc. Eu também lido com o orçamento e agenda. Quanto a parte divertida, eu fui o responsável por decidir que a série fosse transmitida duas vezes seguidas.

- Eu imagino que você não tem a permissão de começar a reunir toda a equipe necessária até receber uma aprovação da King Records. Como você recebeu essa aprovação para adaptar Pop Team Epic em anime?

O primeiro passo é fazer uma reunião de planejamento, onde o pessoal de produção se junta para discutir tópicos como se querem criar um anime original ou adaptação. Eu levei até eles o manga de Pop Team Epic e tentei explicá-lo, mas ele fora rejeitado (risos).

Eles me deram aquele olhar "Hum, não sei...". Eu tinha vários motivos pra querer transformar em um anime. Por exemplo, se você olhar para a indústria, as vendas domésticas de vídeos estão diminuindo. O modelo de negócios está mudando, e há muitas outras possibilidades como streaming e expansão para o ocidente. Por isso, eu também trouxe o argumento "Eu acredito que o merchandise para essa série iria vender bem. Com certeza seria a melhor escolha colocar isso no mercado como uma propriedade intelectual da King Records."

O ponto forte de Pop Team Epic vem de seus personagens, e ele compartilha de muitas similaridades com séries como Doraemon, Crayon Shin-chan ou Sazae-san, onde você consegue identificar do que se trata mesmo se não assistir os episódios. Então o meu argumento foi de que o merchandise ia vender bem só pelo design das personagens (risos). Nós nunca trabalhamos com outro anime focado em merchandise antes, então achamos que poderia ser legal focar mais nisso em outras franquias no futuro. Após eu dar toda essa apresentação na reunião, a resposta foi "Bem... acho que podemos tentar, então". Mas mesmo assim, ainda não consegui o OK deles.

Entrevista Produtor Pop Team Epic

- Você não conseguiu a aprovação?

Eu não consegui fazer eles dizerem "sim" (risos). O chefe do meu departamento é um cara chamado Mishima*, e ele me perguntou "Você REALMENTE quer produzir isso?". Eu disse "Sim, eu quero." Ele me disse "Um produtor tem uma chance em sua vida para jogar uma carta arriscada como essa. Você realmente está de acordo em usar essa chance pra essa série?". Eu disse "Ah, ok. Eu vou usar essa chance agora". Eu fiquei imaginando que se não funcionasse, eu poderia tentar usar essa chance novamente (risos). E então, ele me disse "Vamos ver como você vai se virar então". E foi ai que eu recebi a aprovação e começamos a desenvolver a série.

*Akio Mishima, produtor executivo de Pop Team Epic. Começou como produtor em Nana Mizuki e trabalhou em várias séries da King Records.

- Então você jogou sua "carta risco" e resolveu tudo com a empresa.

Houve vários desafios, mas de alguma forma, eu fui capaz de seguir em frente. Um dos pontos mais desafiadores foi a decisão de não seguir com um comitê de produção, e ter a King Records inteiramente responsável pela produção.

Entrevista Produtor Pop Team Epic

- Isso não é muito comum hoje em dia, já que o sistema de comitê de produção é o padrão. Formar um comitê de produção ajuda na hora de reduzir os riscos da série.

É claro que há pontos positivos no comitê de produção. Cada empresa pode lidar com o "terreno" que eles estão mais familiarizados, e assim diminuir seus próprios riscos. É possível dividir o trabalho e trazer empresas que se especializem em música, ou em mechandising. Mas a King Records pode fazer tudo isso, então eu pensei em experimentar o quanto o nosso pessoal seria capaz de lidar com tudo.

E também, o pessoal responsável estão todos em meu departamento, então é mais fácil e rápido de se trabalhar. Além disso, essa série é uma bem complicada para se pedir ajuda financeira a outras empresas, então fazer a King a Records inteiramente responsável pareceu mesmo a melhor ideia. E nós seguimos em frente com isso (risos).

- Então você está me dizendo que assim foi melhor do que arrastar outras empresas com você... (risos).

Você pode encarar dessa forma (risos). Eu acredito que o sistema de Comitê de Produção começou com Otsuki*, que fazia parte da King Records, mas eu achei melhor ter a coragem de fazermos isso por conta própria e foi para o melhor.

*Antigo diretor gerencial da King Records, Toshimichi Otsuki. Foi o produtor em séries como Neon Genesis Evangelion.

- A propósito, a quanto tempo você já estava em conversa para adaptar Pop Team Epic em um anime?

Acredito que foi por volta da primavera de 2016. Eu avistei o manga sendo vendido em uma livraria e achei bem interessante. Comprei uma cópia e comecei a preparar uma proposta de projeto. No entanto, Takeshobo e a King Records não trabalhavam juntos há quase uma década e eu não tinha nenhum contato, então precisei ligar no número impresso no verso do manga.

- Um ano após isso, em Abril de 2017, o anime Hoshiiro Girldrop foi anunciado como uma piada de primeiro de abril, e fora descoberto o anime de Pop Team Epic.

Eu sabia que as pessoas que leram o manga descobririam na hora em que viram "Hoshiiro Girldrop", então achei que dessa forma seria divertido, e foi assim que anunciamos. Como memória disso, a URL ainda tem hoshiiro até hoje.

- Entendo. Pop Team Epic possui uma variedade de pessoas trabalhando nele. Como foi o processo de decisão da equipe?

Quando decidimos adaptá-lo para um anime, trouxemos o assunto a Takeshobo para conseguir a permissão deles, mas ainda não havíamos decidido quem animaria. Na época, eu também estava produzindo a música de Sumire Uesaka, e eu me lembrei que havíamos perguntado para Kamikaze Douga do PV animado de seu primeiro álbum, Kakumei-teki Broadway Shugisha Doumei. A partir desse contato, eu disse a eles "Então... tem esse manga horrível..." e eu propus a ideia, no qual eles aceitaram, e tudo começou daqui.

Quando visitei Kamikaze Douga para conversar, eles apresentaram várias ideias. A medida em que discutíamos como deveríamos abordar uma obra como essa, que tem uma filosofia própria no manga, nós decidimos por uma direção que trouxesse uma variação. Nós decidimos desenvolver uma estrutura como uma antologia, ou melhor, uma coleção de pequenos segmentos parecido com Ugo Ugo Ruga. E então as pessoas chaves começaram a tomar forma.

Eu sempre amei shows em live-action, como Uesaka Sumire no Yabai ◯◯, que foi ao ar em Abril do ano passado. Foi o primeiro live-action que eu lancei na King Records, então pensei em utilizar o conhecimento adquirido dessa vez para fazer Pop Team Epic, e foi assim que ele terminou nesse formato.

- Em Uesaka Sumire no Yabai ◯◯, a personagem mascote também foi desenhada por Bkub Okawa. Essa conexão veio da adaptação em anime também?

A produção de Pop Team Epic já estava acontecendo na mesma época, e nós estávamos pensando na criação de uma personagem mascote para o programa na mesma pegada de on-chan de How do you like Wednesday?, então pedimos a Bkub-sensei. Esperávamos que um mascote desenhado por ele teria um apelo forte na questão de merchandise, mas no fim não acabou vendendo bem. Descobrimos da pior maneira de que não era igual a Pop Team Epic (risos).

- (Risos). Dito isso, com o grupo principal formado, qual foi o critério utilizado para formar o resto da equipe, e quem os contatou?

Nós trouxemos (Jun) Aoki, que é diretor na Space Neko Company, e AC-bu da Kamikaze Douga's network. Pelos contatos de Aoki-san, falamos com a UchuPeople, que fez os segmentos. E também, (Makoto) Yamashita, que fez a pixel art para os segmentos em vídeo game, é um veterano na universidade que está se graduando nessa primavera. Abordamos ele com a ideia de trabalhar em uma série que pudesse ajudá-lo em sua Tese de Conclusão de Curso, e assim nossa equipe foi crescendo cada vez mais.

Quanto a mim, eu entrei em contato com Gin, que ficou encarregado da trilha sonora. Quando ele perguntou quantas trilhas precisaria, eu disse a ele "Por ora, todas. Se você fizer as músicas tema, BGM's e etc, você terá todos os royalties". E ele concordou em trabalhar no show após ouvir isso. Eu também conversei com a Glovision para a pós-produção, e isso basicamente foi a maior parte da equipe.

- O anime possui várias cenas do manga, mas também possui vários elementos originais de toda a equipe. Você mencionou live-action, mas também tem vários segmentos como os de vídeo-game e "BOBNEMIMIMMI". Com vocês definem cada episódio?

Cada criador é encarregado de suas próprias partes. Eu digo a eles "Se alguma coisa acontecer, eu assumo a responsabilidade", e não dou nenhuma instrução específica do que eles precisam fazer. Eu acho que o "BOBNEMIMIMMI" de AC-bu, é o mais incrível de todos. Normalmente, você começa com enredos e storyboards, e começa com um rascunho antes de continuar em frente. Mas no caso da AC-bu, a cena que vai ao ar na transmissão é a primeira e única que recebemos deles. É o primeiro rascunho deles.

E isso funciona porque nenhum de nós diz a eles o que devem fazer. É claro que eu solicito o trabalho deles depois que fechamos o quão longo ele deve ser, mas eu não faço ideia do que eles vão me entregar (risos). No entanto, eu acho que isso acaba trazendo resultados interessantes e inesperados, então eu só peço para eles fazerem como quiserem.

Entrevista Produtor Pop Team Epic

- Eu nunca imaginei que esses segmentos em stop-motion viriam com suas próprias músicas.

Esses segmentos vem assim porque a UchuPeople nos disse que eles queriam fazer esse tipo de animação. Quando dissemos para eles que tudo bem, eles próprio escreveram as letras. E então, eles mandaram pra gente e pediram para colocarmos na música. Após escrevermos a música e gravarmos, nós demos a eles os arquivos e a UchuPeople nos devolveu um vídeo com a coreografia. E então eles nos disseram "Vamos recriar isso mas com animação stop-motion", e acabou virando o que você vê hoje.

- Então você está me dizendo que praticamente deixou eles lidarem com a produção.

Exato. Esse segmento é animado com fotografias em stop-motion, então acredito que deva ter tido um esforço bem grande. Quanto as músicas... Eu acho que você pode dizer que é um pouco do que a King Records tem a oferecer (risos).

Além disso, os episódios 1 e 2 possuem o que você pode chamar de "Segmentos de História", e o enredo/composição deles são feitos por Yuichiro Kido, que eu pedi para se juntar ao time. No momento, ele trabalha como freelancer, e como ele possui um filho, o dinheiro está bem apertado... E então a história continua. Eu disse a ele "Você bem que está precisando desse trabalho, né?" então eu pedi para ele vir trabalhar no show.

- Eu sinto como se você tivesse nos contando várias histórias que não deveria (risos).

Eu apenas acho que seria bom se eu pudesse ajudar um pouco na vida de todo mundo da melhor maneira que eu posso (risos). No entanto, para um anime normal, você precisaria ter reuniões e fazer storyboards usando o enredo como ponto inicial. Mas para Pop Team Epic, mesmo após escrever um enredo para o segmento de história, o resultado final é bem diferente.

Bkub-sensei vive em Kansai, e apenas uma vez por mês ele vem até Tokyo supervisionar as piadas que vão ao ar, analisando os resultados da animação e revisando tudo. É um método que você normalmente não veria, mas o foco é fazer com que cada cena seja criada o mais rápido possível. Só é possível saber se o ritmo do anime está certo após assisti-lo, então é bem trabalhoso. Todo mundo lê mangas em uma velocidade diferente, então achamos que a melhor abordagem seria fazendo ajustes na medida em que as coisas rolam. Se acabarmos tendo problemas, tem sempre a opção dos segmentos filler (risos).

- Essa realmente parece uma produção única. Normalmente você conferiria as coisas a cada passo antes de seguir em frente, em vez de criar tudo antes de analisar e refazer.

É claro, queremos ter a cena inteira primeiro para depois adicionar acompanhamento. A partir daí a gente recebe pedidos específicos para músicas novas para cenas específicas do Aoki, o diretor, e eu fico pensando "Cara, isso não é um filme, sabia...?" (risos).

Agora mesmo, nós temos um total de 100 músicas de fundo feitas. Normalmente, 50 músicas de fundo para um anime de 30 minutos com 12 episódios já é considerado muito. Então um show de 15 minutos com mais de 100 é absurdo (risos).

- Então você está me dizendo que no episódio 4, quando Popuko e Pipimi estão na corrida, e o personagem que não estaria fora de lugar em um certo manga de corrida aparece, a música familiar de fundo que toca foi feita somente para essa cena?

Exatamente. Nós recebemos pedidos de músicas para cenas e coisas específicas, e o que é transmitido é o resultado dessa nossa abordagem.

- Eu imagino que Okawa-sensei possui varias ideias para esse show também.

Sim. Especialmente no episódio 1, há várias pequenas piadas. Algumas delas são coisas que você jamais pegaria... mas Bkub-sensei sente que colocar essas coisas mais obscuras é o que torna Pop Team Epic verdadeiro, e por isso solicitamos essas ideias dele. As pessoas fazendo esse anime trabalham para trazer seus conceitos a vida o quanto possível.

- O episódio 1 especialmente parece que possui várias paródias com jogos. Piadas como essas são a maioria de Bkub-sensei também? Ou algumas delas vem da equipe que está fazendo o anime?

Yamashita-san, que está encarregado dos segmentos de vídeo-game, veio com todas essas ideias que ele queria fazer, mas obviamente seriam coisas que nós jamais poderíamos fazer. Dissemos a ele "Yamashita-san, não tem como a gente colocar isso..." e trabalhamos daí. Então, na verdade, as paródias com jogos possui várias ideias dos outros criadores também. 

- Vocês precisaram "censurar" algo, e ainda assim terminou da forma como foi exibido.

A primeira vista parece exatamente como os jogos originais, e eu me lembro de várias conversas que saiam do tipo "Fazer essas mudanças é para o seu próprio bem, Yamashita-san" (risos).

- Voltando ao primeiro episódio, como aquele segmento em francês surgiu?

Foi uma ideia da Kamikaze Douga. Tem um francês que trabalha na Kamikaze Douga.

- Aquele que aparece em câmera?

Ele mesmo. Ele não fala japonês e se comunica no trabalho em inglês, então a Kamikaze Douga disse "Não seria engraçado se dermos a ele o manga e deixá-lo fazer como ele quer?". E então seguimos em frente com essa sugestão. Como ele não entende japonês, ele fez o segmento olhando a arte e imaginando o que estava acontecendo na cena. É por isso que ele ignora tudo e faz Popuko e Pipimi ir até Paris para fazer piadas francesas auto-depreciativas. Além disso, ele criou tudo isso sozinho, por isso ficou mais animado como um desenho ocidental. Nós também contratamos dubladores franceses, então a cena foi enviada a eles para que pudessem gravar da França. Eu fiquei surpreso em ver o quanto isso custou no fim das contas... (risos).

Entrevista Produtor Pop Team Epic

- (Risos). E tem "BOBNEMIMIMMI", que pode ser descrito como um ataque a sanidade mental dos espectadores. O que "BOBNEMIMIMMI" significa?

Não me pergunte (risos). Quando eu vi a cena e o título a primeira vez na tela, meu primeiro pensamento foi "Você errou o título!"

Mas o material é basicamente baseado no manga original. Todos que trabalham nessa série não se cansam do trabalho da AC-bu, e apesar de ser um pouco exagerado para os espectadores, acredito que vai captar eles pouco a pouco.

- Outro ponto diferente para os espectadores é a forma como foi estruturada a exibição. Por que vocês decidiram transmitir duas vezes em seguida?

Quando conversamos com a Kamikaze Douga, não conseguíamos imaginar o show mais longo do que um anime curto, e fizemos com a ideia de ser apenas 15 minutos. Originalmente seria uma transmissão via web, mas eu mudei de ideia no meio do processo e quis por na TV também.

Na verdade, durante os primeiros processos, Bkub-sensei nos perguntou "Não seria possível fazer a trilha principal de áudio ser de vozes femininas e a auxiliar de masculinas?. Eu jamais teria pensado nisso. Mas enfim, isso não seria possível numa transmissão web, e se transmitíssemos um anime de 15 minutos na televisão, ainda teríamos 15 minutos sobrando pra preencher. Não tínhamos a opção de transmitir outra série no tempo restante, assim como fizemos anteriormente com Tsuredure Children e Aho Girl. Então pensamos em fazer uma retransmissão de uma série popular nossa, "Yondemasuyo, Azazel-san" caso precisasse. Mas então percebemos que poderíamos usar o tempo fazendo duas transmissões seguidas.

Mas se transmitíssemos exatamente a mesma coisa, seria um fiasco total. Então apesar de não ser trilhas principais e auxiliares divididas em dubladoras e dubladores, optamos por mudar o elenco em cada episódio. Eu vi vários debates online sobre quem deveria atuar como Popuko e Pipimi, e achamos que seria legal fazer diferente toda vez! Assim não teriam do que reclamar. E agora, você pode ler conversas do tipo "Eu gosto de Popuko do episódio X", ou "Bem, eu gostei mais da Pipimi no episódio Y", e assim a gente cria uma expectativa de quem serão os próximos. Assim eu expliquei para a Glovision "É assim que o show vai ser..." no qual a resposta foi, "Não tem como a gente concordar com esse tipo de acordo tão complicado." E então eu negociei com eles, "Não podemos fazer isso funcionar de alguma forma? Pagamos o quanto vocês precisarem", e finalmente eles aceitaram.

- Eu imagino que os espectadores gostariam de saber disso, mas você definiu algums parâmetros quando seleciona o elenco que irá dublar? Você deve ter algo na cabeça pra cosneguir um par perfeito toda vez.

De início, Bkub-sensei estava interessado em quem escalaríamos para o elenco também. Após decidirmos que o elenco mudaria toda vez, pedimos para que ele fizesse uma lista de pares que ele gostaria de ver. A partir dessa lista, que ele fez sem considerar o número de episódios, eu escolhi os pares que pareciam melhores e gerariam mais discussão entre os fãs, e comecei a escalar eles em cada episódio. O mesmo vale para as músicas de início e fim, eu imagino o quão bem elas vão combinar.

Mas o show sendo o que ele é, eu imagino que seja difícil saber que tipo de atuação fazer. Então achei que seria mais suave se colocássemos dois estranhos ali, que não se conhecem.

- O maior exemplo seria Aoi Yuki e Ayana Taketatsu no Episódio 2.

Exato. Porém uma coisa é que, como mudamos o elenco toda vez, eu preciso me desculpar toda hora. Antes da gravação de um primeiro episódio para anime de TV, o diretor e o produtor aparecem e se apresentam. Eles explicam o conceito e a direção, e assim a gravação pode começar. Mas é óbvio que isso só acontece em um show que terá o elenco durante ele inteiro.

Para nós, em Pop Team Epic, como o elenco é diferente a cada metade de um episódio, temos que nos apresentar todas as vezes. Então toda vez precisamos nos desculpar, "Nos desculpe por fazer vocês participarem de um show como esse. Não planejamos nada em específico para esse anime, então não temos muitas instruções para você. Façam da forma que acharem melhor". Dependendo da pessoa, eles podem dizer "Pode não ser muito, mas pode nos passar uma pequena direção?", e o máximo que a gente responde é "Não há nada que a gente consiga pensar. Não sei", e então eles simplesmente entram na cabine de gravação (risos).

- Então fora questões técnicas, como ritmo da dublagem e etc, vocês não dão nenhuma direção?

Na verdade, eu disse que deixamos por conta deles, mas Aoki sempre interrompe a gravação com algo do tipo "Talvez vocês deva tentar dessa forma nessa cena?". E eles acabam gritando de volta "Aoki-san, isso não foi o que concordamos!" (risos). É muito difícil ter que dizer a um elenco mais veterano de que gostaríamos de refazer a cena. Mas nós não nos intimidamos em dar um feedback, então as críticas são comuns. Mas eu acredito que isso seja bom (risos).

Entrevista Produtor Pop Team Epic

- Falando do elenco, Hoshiiro Girldrop, que aparece no começo do episódio 1 e no preview, Yui Ogara, Inori Minase e Sumire Uesaka cantam a música tema. Eu ouvi dizer que o álbum Pop Team Epic All Time Best, que terá praticamente todas as músicas do show, terá essa também?

As três atrizes em Hoshiiro Girldrop parecem mesmo o resumo da Ki ng Records. Bem, ele foi lançado sob a Citizen Records, mas é mesmo uma coincidência que eles tenham pego essas três (risos).

- Essas três pessoas provavelmente lotariam o Nippon Budokan (risos).

Eu imagino que elas atrairiam pessoas se nós fizessemos um evento também (risos).

- Aliás, para os encerramentos e músicas no meio do show, você possui um par de produtores que cantam a versão masculina, e um par de idols que cantam a versão feminina.

É a nossa maneira de fazer uma homenagem.

- Você mostrou uma parte do episódio 3 em uma exibição preview em dezembro do ano passado. Os fãs que assistiram isso ficaram muito confusos quando a transmissão na TV começou. Qual foi o motivo disso?

Eu nunca disse que a exibição preview seria do primeiro episódio (risos). Nós só dissemos que seria uma exibição preview, e acabou sendo do episódio 3. Na verdade foi uma coincidência de ter sido o episódio 3. Nós estávamos contatando as pessoas e preenchendo nossa lista de elenco, e coincidiu que a agenda Uesaka-san e (Mikako) Komatsu-san estivesse alinhada com a nossa.

- Então quer dizer que as agendas de Komatsu-san e Uesaka-san coincidiram com a época em que você anunciaria o elenco, e quando veio a época de falar com a imprensa, elas estavam livres?

Isso. Para a exibição preview, esquecemos de mencionar que era do episódio 3... Nossa empresa comete alguns erros, mas bem, é assim que a vida funciona.

- Eu fico imaginando o que Uesaka-san sentiu nas entrevistas, onde ela precisou falar sobre o show com a mídia, sabendo que não estaria na exibição do primeiro episódio... (risos).

Na verdade, Uesaka-san estava bem brava comigo. Ela me disse "Não vá nos apresentando como palhaços!". Eu precisei acalmá-la dizendo "Essa não era a minha intenção... bem, só um pouquinho. De qualquer forma, se eles esperarem duas semanas, eles a verão no episódio 3!". Eu me senti um pouco culpado.

- Agora que você mencionou isso ficou claro o porquê de eu achar que Komatsu-san e Uesaka-san aparentarem estar tão desconfortáveis naquela exibição preview... Além disso, o Blu-Ray/DVD do volume 1 foi a venda em 31 de janeiro, o que é algo bem rápido para um anime de TV.

Normalmente, você veria o lançamento do Blu-Ray/DVD no fim do segundo mês após o início da exibição. Para uma transmissão que começou em janeiro, isso significaria ter o lançamento no final de março. Mas eu queria que as pessoas comprassem enquanto ainda está na boca de todo mundo.

Para um set de 6 volumes, o primeiro volume geralmente vem quase no final da exibição, e o último volume quase meio ano depois. Eu achei que seria melhor deixá-lo disponível o mais cedo possível para as pessoas comprarem. Foi bem trabalhoso, mas graças a cooperação da Kamikaze Douga, ajustamos as agendas para que na semana após a exibição do 4º episódio, você já pudesse ter eles disponíveis em discos. 

- Para enviar tudo aos produtores a tempo, você precisaria do 4º episódio completo antes da transmissão em Janeiro.

Para o volume 1, o disco precisava estar pronto no fim do ano, o que possivelmente o pior cenário, onde você ainda está terminando algumas coisas e não tem ideia nenhuma da reação do público. É difícil para os revendedores também, já que as pré-vendas precisam terminar antes deles saberem como será a recepção da série... Mas de uma perspectiva de consumidor, essa é a melhor maneira.

- O áudio de comentário especial é feito por Bkyb Okawa e Mafia Kajita. Que tipo de comentário pode se esperar?

Ele foi gravado com a total intenção de ser um comentário a respeito da obra.

- Agora eu fiquei mais curioso... A propósito, o Twitter oficial da Kirimi-chan postou uma imagem "Salmom Team Epic". Você sabe alguma coisa disso?

Eles provavelmente fizeram isso por conta própria (risos). Eu achei fofo. Eles deveriam transformar isso em merchandise (risos).

Entrevista Produtor Pop Team Epic

- O resto da entrevista será uma Q&A (Perguntas e Respostas) rápidas solicitadas por leitores no Twitter.

Pergunta: Por que eu me interessei tanto por um anime tão lixo? Eu assisto todos os dias e já memorizei todas as falas. Também estou gastando todo meu dinheiro nos produtos. <3

Resposta: Ok, agora eu me sinto um pouco culpado por isso...

Pergunta: Eu quero assistir Hoshiiro Girldrop. Essa série nunca falha em me fazer riro, então continuem trabalhando para deixar ele ainda mais lixo!

Resposta: Com certeza! Yui Ogura-san é bem presente na série, então espero que continue assistindo.

Pergunta: Quantas pessoas ou grupos vocês precisaram se desculpar pelo show?

Resposta: ...

Pergunta: Você já pensou tipo "Uau, esse é um anime bem merda", após fazê-lo?

Resposta: Acho que ele veio o mais bem feito que poderia.

Pergunta: Qual foi sua primeira impressão quando conheceu Bkub-sensei?

Resposta: Ele pareceu ser bem educado, o que na verdade deixou as coisas ainda mais estranhas.

Pergunta: A recepção após a primeira exibição foi maior do que você imaginava?

Resposta: Eu pensei que a estrutura de retransmissão com mudança de elenco fosse bem recebida, então eu meio que já esperava.

Pergunta: Por que a exibição foi atrasada em três meses?

Resposta: Isso foi um mal entendido.

Pergunta: Quem foi o dublador que atuou com o personagem parecido com o Professor Carvalho no episódio 1?

Resposta: Foi Masaaki Yano!

Pergunta: Quantos frames você precisou filmar em "Love Me ♡ Pop Team Epic" no episódio 2?

Resposta: Tantos que eu perdi a conta.

Pergunta: O que levou a ideia de adicionar momentos "por trás das cenas" (como a equipe no episódio 1 ou a história dos dubladores no episódio 2) no anime?

Resposta: A cena da cabine de gravação no episódio 2 foi algo que Aoki-san queria fazer, e originalmente, seria ainda mais chocante. Eles deveriam jogar meus óculos, mas acabamos conversando e virou um jogo de pega. Eu pensei que aquilo já tinha sido demais, já que não era nada bom para mim (risos).

Pergunta: O que você estava pensando quando fez um anime tão merda (de uma maneira positiva)?

Resposta: Nossa regra é que qualquer coisa é permitida se for interessante, e fizemos isso sem nos preocuparmos em como faríamos.

Pergunta: Por favor nos conte que tipo de merchandise vocês planejam para Pop Team Epic, ou alguma já existente que você goste.

Resposta: Aquele kit merda que vendemos na Comiket de Verão do ano passado. Incluía um pedaço do prédio Takeshobo, que eu achei bem interessante.

- Aquilo era realmente um pedaço do escritório Takeshobo?

... Eu vou deixar a resposta pra sua imaginação.

Pergunta: Você gosta de Chrono Trigger?

Resposta: Eu amo absurdamente. Eu costumava jogar bastante.

Pergunta: Por que você fez uma abertura tão boa para um anime tão merda?

Resposta: Como se trata de uma comédia, precisávamos já ir com tudo com o humor logo no começo. Mas daí percebemos que se você faz uma abertura boa, ela seria completamente arruinada por um anime merda de diversas formas, então intencionalmente, fizemos uma abertura o mais legal possível.

- A cena de abertura começa com uma TV CRT antiga sendo destruída, o que teve bastante impacto e pareceu bem "Pop Team Epic" para mim.

Nós realmente destruímos essa televisão de verdade.

Entrevista Produtor Pop Team Epic

Pergunta: Desde o início do show, quantas vezes você precisou se ajoelhar e se desculpar aos dubladores?

Resposta: Eu nunca precisei me curvar ou ajoelhar. Eu apenas digo "Me desculpe."

Pergunta: O quanto você olha a reação de fãs no Twitter e em outras mídias?

Resposta: Bastante. Eu preciso saber o que todo mundo espera em Pop Team Epic, então eu já olhava bastante antes mesmo do show começar. Isso também influenciou em como escolhemos os dubladores e dubladoras para o show.

Pergunta: Seja sincero. Você acha esse anime uma merda?

Resposta: É bem merda. Não tem como fugir disso.

Pergunta: Quantas pessoas você escolheu para o elenco? E houve casos onde rejeitaram a proposta?

Repsosta: Houve dubladores que queríamos acionar, mas as agendas deles não se encaixavam. Não estávamos em uma posição de forçar algo quando isso acontecia, também.

Pergunta: Nós sempre vemos o prédio Takeshobo sendo destruído, mas e a King Records?

Resposta: Tenho certeza que ele será reduzido a migalhas quando todo mundo desejar por isso no fundo de seus corações.

Pergunta: Você escutou algo de Bkub-sensei sobre a qualidade do anime?

Resposta: Me foi dito que ele está gostando bastante.

Pergunta: Vocês irão fazer uma segunda temporada ou um filme?

Resposta: Não.

- Sem nenhuma cerimônia, em?

Sim. Bem, nós já estamos dando o nosso máximo apenas para conseguir suportar esses três meses...

Pergunta: Quando teremos Genichiro Tenryu e Riki Choshu?

Resposta: Precisaríamos adicionar legendas... (risos).

Pergunta: Por favor, consiga Yuki Takada e faça a dizer "Eu darei o meu melhor hoje!"

Resposta: Nem eu consigo isso... Eu ainda devo isso a sociedade (risos).

Pergunta: O que você acha da perfomance dos dubladores e dubladoras?

Resposta: Todo mundo aborda sua parte de maneira diferente, e eu acho isso fascinante. Cada detalhe, como a forma deles respirarem. Você pode transformar tudo isso em um vídeo educativo para cursos de dubladores (risos). Eu acho que todos podem aprender um pouco sobre essa profissão assistindo-os, então usem como um material educacional também. Podemos discutir algumas taxas para licenciar (risos).

Pergunta: Você antecipou esse tipo de recepção dos espectadores?

Resposta: Você não pode jogar sua carta de risco sem antecipar as coisas um pouco.

Pergunta: Vocês acham que exageraram um pouco nas referências a Duro de Matar?

Resposta: Eu amo a série inteira "Duro de Matar".

Entrevista Produtor Pop Team Epic

Pergunta: Por favor nos diga o que você ganhou e perdeu enquanto fazia esse anime de merda.

Resposta: Eu não sei se é algo que eu ganhei, mas ser capaz de pegar suas ideias e mostrá-las ao mundo e ver o que todo mundo acha é algo bem excitante. Não há muitos shows que conseguem reações desse tipo. Quanto a algo que eu perdi, ninguém no trabalho fala comigo mais.

- As pessoas ao seu redor começaram a te tratar de forma diferente?

Eu acho que começou quando eu trabalhei em Uesaka Sumire no Yabai ◯◯, mas as pessoas de repente pararam de falar comigo. Provavelmente elas pensam que eu tenho algum parafuso solto.

Pergunta: Quantas mãos você precisou apertar para conseguir produzir isso?

Resposta: Eu estou preparado para escrever minha carta de demissão a King Records se algo sair errado. Se eu não tivesse essa mentalidade, eu não teria suportado toda a pressão (risos).

Pergunta: Por favor nos conte qual é o orçamento para a cena de explosão de Takeshobo.

Resposta: Eu acredito que por volta de 5.000.000.000.000.000 ienes?

Pergunta: Em Nico Nico Douga, o episódio 1 conseguiu 3,3 milhões de visualizações e o episódio 2 recebeu 2 milhões em apenas uma semana. Como você se sente sobre isso?

Resposta: Eu amo Nico Nico Douga. O pessoal diz que todo mundo está indo para o YouTube e Nico está perdendo força ultimamente, mas eu ainda acho que é um grande site. Então eu ficaria feliz se Pop Team Epic trouxesse pessoas de volta.

Pergunta: Vamos falar sobre o elenco para o live-action de Pop Team Epic.

Resposta: Estou pensando em trazer Denki Groove.

Pergunta: Eu estou curioso em como os dubladores reagem antes da gravação. Por favor nos diga, mesmo que seja só sua opinião.

Resposta: Antes do início das gravações, eles parecem bem preocupados, e quando tudo termina, eles estão exaustos. Eu ouvi várias vezes de que eles nunca fizeram um papel tão difícil antes.

Pergunta: Se Pop Team Epic recebesse um Prêmio Nobel, qual categoria você esperaria?

Resposta: Da Animação Kobe.

Pergunta: Teremos algum episódio onde SudoP e Bkub-sensei farão as dublagens?

Resposta: Temos atores profissionais para isso, então não há espaço para nós amadores.

Pergunta: O elenco fica cada vez mais extravagante a cada episódio. Vocês vão recepcionar a festa do elenco em um hotel luxuoso, ou terminará em algo como Torikizoku?

Resposta: Eu gostaria de saber isso o mais rápido possível.

Pergunta: Em qual episódio teremos Masako Nozawa?

Resposta: ...

Pergunta: Por que o anime é ainda mais merda do que a obra original?

Resposta: É isso que acontece quando a obra original é merda.

Pergunta: Em termos de orçamento, onde vocês gastam mais?

Resposta: Fazer as músicas é o mais custoso.

Pergunta: Sejamos honestos, isso não é apenas uma versão anime de Uesaka Sumire no Yabai ◯◯?

Resposta: É completamente diferente.

Pergunta: Tudo bem em pensar nesse anime como uma segunda temporada de Uesaka Sumire no Yabai ◯◯?

Resposta: Se você quiser pensar dessa forma, eu ficaria feliz se você comprasse o box de Uesaka Sumire no Yabai ◯◯.

Pergunta: Vocês já pensaram em trazer Tatsuki como diretor?

Resposta: Não, não pensamos...

Pergunta: Por favor me diga qual piada você acha a mais questionável do show?

Resposta: ...

Pergunta: Quando teremos um especial de "BOBNEMIMIMMI"?

Resposta: Eu gostaria de ver isso também.

Pergunta: Vamos ver Takeshobo ser destruída, né?

Resposta: Quem sabe? Ela é destruída no manga.

- Falando nisso, no episódio 4, ela é explodida no vídeo game.

Isso mesmo. Eu sinto como se não precisássemos fazer de novo. Só posso torcer para que Popuko e Pipimi não venha até nós na King Records.

Pergunta: King Records produziu Uesaka Sumire no Yabai ◯◯ e agora esse anime louco. Você irá fazer mais coisas loucas como essas no futuro?

Resposta: Essa é a última. Eu gostaria de fazer um show bonito e mais completo depois disso, como uma sequência de Seitokai Yakuindomo.

- Por último, deixe uma mensagem aos fãs.

Sendo sério por um segundo, Pop Team Epic é uma antologia onde cada episódio é diferente, então você pode assistir qualquer um sem sentir que está perdendo algo. Eu não irei dizer para você ir comprar os Blu-ray/DVD, mas eu gostaria que você assistisse o show inteiro e usasse ele em suas conversas com outras pessoas para saber o que elas acham dele. Não há nada pior do que se sentir sozinho nesse mundo, então use isso para esse propósito.

Ah, e falando em nome da Pop Team Epic, seria ótimo se todos vocês pudessem apoiar Basilisk: The Ouka Ninja Scrolls.

- Obrigado pelo seu tempo.

0 Comentários:

Postar um comentário