Professores japoneses cortam cabelos de alunos por serem muito compridos

Professores japoneses cortam cabelos de alunos por serem muito compridos




Se tem algo que torna um ambiente escolar saudável e educativo, é traumatizar alguns de seus estudantes com um par de tesouras

Já noticiamos aqui na VSA diversas outras matérias sobre como algumas leis e regras escolares no Japão ultrapassam alguns limites do considerado "normal". Geralmente a polêmica é sempre na questão visual, seja em características pessoais ou nas vestimentas. Se lembram da menina que teve que tingir seu cabelo naturalmente castanho para preto?

Se engana se você acha que a polêmica com cabelos terminou por lá. Aparentemente, seis professores da Escola de Ensino Médio Mizuhashi, na Província de Toyama, deram uma de aspirantes a cabeleireiros e tosaram as mechas de 44 estudantes, que eles consideraram "longos demais" e violava o código de vestimenta da escola.

Professores japoneses cortam cabelos de alunos por serem muito compridos
Imagina uma cena dessas, mas numa escola, sem sorrisos, com lágrimas, e uma platéia de estudantes quietos.

Essa situação aconteceu por quase um ano. Nesse período, a escola fez um "checkup" dos uniformes, onde na ocasião, aproveitaram para examinarem os cabelos dos alunos. Aqueles que foram "julgados" como tendo cabelos mais compridos do que o "aceitável" foram avisados de que se não cortassem fora da escola, os professores julgariam a necessidade ou não de corte, e eles mesmos fariam o papel do cabeleireiro se fosse preciso.

Não se sabe muito bem se esses professores tiveram algum treinamento para cortar o cabelo dos alunos, mas considerando a regra e a situação, podemos assumir que provavelmente não seria um corte pra você se orgulhar na festa do fim de semana.

De qualquer maneira, a escola alegou que todos os professores receberam a permissão dos estudantes antes do ato... mas me acompanha nessa, se você já está "fora da lei" num território onde há regras específicas, você realmente iria contrariar um professor, alguém com uma autoridade muito maior do que a sua? Com certeza o medo de uma punição mais severa como expulsão deve ter passado na cabeça dos alunos.

Professores japoneses cortam cabelos de alunos por serem muito compridos

O diretor da escola, Yasuhiro Nakada, publicou uma nota dizendo: "Isso é algo que não deveria acontecer. De agora em diante, teremos uma equipe de funcionários presentes durante a vistoria do uniforme para garantir que tudo esteja de acordo e não aconteça novamente."

Falando dessa forma, até dá pra pensar que o diretor não sabia de nada do que estava acontecendo entre as quatro paredes da sala de aula, mas com isso acontecendo por quase um ano inteiro e com 44 estudantes, é difícil colocá-lo como inocente.

Veja as reações de alguns usuários no Twitter:

"Sério? Nós ainda estamos forçando essas regras escolares antiquadas e inúteis?"

"Esses seis professores são uns idiotas. Eles deveriam perder suas licenças."

"Tipo, será que essa é realmente a melhor maneira de lidar com uma criança que se recusa a cortar o cabelo?"

"Eu ouvi falar disso. Aparentemente cortaram tanto de meninos quanto meninas. Tão horrível!"


0 comentários:

Postar um comentário