Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3






PARTE 3 DAS CONTROVÉRSIAS DA INDÚSTRIA DOS ANIMES, BORA LÁ

Parte 1 e Parte 2

1. Marchen Madchen

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Deste ano, Marchen Madchen começou como um anime bem fofo mas logo acabou caindo muito a qualidade de sua animação, daí episódio foi adiado para ''melhorar'' a animação e veio ainda pior. Os fãs só sacaneavam ou se perguntavam o que estava acontecendo, até que o site Sakuga Blog entrou em contato com os animadores responsáveis pelo anime e descobriram..

Toda a culpa em cima da animação cagada de Marchen Madchen se devia ao CEO do estúdio, durante a pré-produção do anime algumas pessoas envolvidas no projeto já iam ao twitter e outras redes sociais reclamar de como as coisas estavam indo.

Agendas apertadas, salários baixos, falta de créditos, a culpa foi jogada em cima do estúdio, a Hoods Entertainment, e seu CEO pela situação do anime, pois ele havia sido avisado por outras pessoas sobre os problemas mas quis manter tudo como estava.

Caso queiram entender essa treta melhor clique aqui

2. Yuu Kamiya copiando Fanarts?

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Uusários japoneses fizeram compilações de artes que Yuu Kamiya, autor de No Game No Life, poderia estar copiando em seus trabalhos, não copiando os personagens mas sim as posições.

Isso gerou uma treta entre o público, porque vocês sabem como japoneses são, eles simplesmente odeiam esse tipo de coisa, o mínimo que seja eles já estão falando.

No final acabou que Kamiya continua desenhando e o pessoal esqueceu isso um pouco. Você pode ver o compilado de comparações aqui

3. Ódio a Ichigo de Darling in the Franxx

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

E chegamos na treta atual. Após a exibição do episódio 14 de Darling in the Franxx, a internet se encheu de reclamações e ameaças aos produtores do anime.

O que ocorreu foi que uma personagem, Ichigo (a menina de cabeço azul acima), acabou separando o ship principal de todo mundo e isso fez com que os fãs se enfurececem.

Logo muitos memes e imagens de ódio a personagem tomaram conta de twitter e facebook, e não foram só os japoneses que participaram dessa, fãs do mundo todo reclamaram, americanos, chineses, europeus etc.

Porém o cúmulo foi quando pessoas começaram a ameaçar de morte os escritores do anime, alguns pediram pela demissão dos responsáveis. Ninguém na staff de Darling comentou as ameaças.

Após a exibição do episódio 15, geral acalmou o cu e perceberam que ameaçar os produtores de morte é uma palhaçada.

4. Dublador que teve que se desculpar porque tinha uma Família


O dublador Kamiya Hiroshi acabou sendo ''pego'' por um jornal japonês. Tiraram uma foto dele carregando uma criança e logo fãs que adoravam Kamiya trataram isso como um ''escândalo'' por descobrirem que ele era casado em segredo e que tinha um filho e isso gerou uma treta enorme no Twitter.

Acontece que a vida particular de Kamiya era mantida em segredo. Ele não queria que ninguém soubesse de nada, e bom, a vida é dele, realmente ninguém tem que se meter em nada, mas quando descobriram foi muita treta.

Segundo algumas fontes ele é casado com Nakamura Hikaru, a autora de Arakawa Under the Bridge, o mais escroto de tudo isso foi que Kamiya foi a um programa de rádio onde se desculpou pelo ocorrido... Para nós aqui no ocidente isso é muito surreal, mas vocês sabem como é no Japão, e não pensem que e só os fãs homens que chegam a serem doidos assim.

5. Endless Eight

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

A segunda temporada de Suzumiya... na época em que foi transmitido os japoneses ficaram putos primeiro com o visual, que eles acharam que ficou mais parecido com K-ON do que com a primeira temporada, e segundo, o arco Endless Eight, que foi uma tortura assistir.

Muitos fãs chegaram a pensar que estavam sendo trolados, por conta da repetição da mesma história semana após semana.

No evento Otakon de 2009, Yamakan, que foi o diretor da primeira temporada, disse que enquanto ele ainda estava na Kyoto Animation, as conversas sobre a segunda temporada já estavam rolando, e que quando eles estavam discutindo o arco Endless Eight, Yamakan sugeriu que fossem feitos apenas 2 episódios, mas não foi isso que aconteceu.

Ele então saiu da Kyoto Animation (veja as partes anteriores para saber o motivo) e foi dirigir Kannagi em outro estúdio, porém ele, em um evento, se desculpou com os fãs pelo arco, porquê mesmo que ele não estivesse mais envolvido no projeto, ele se sentia um pouco responsável ainda.

6. O Último Episódio de Kuma Miko

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Para você entender essa treta primeiro eu tenho que falar como é o anime e como ele acabou, Kuma Miko é basicamente um anime sobre uma garota bem nova chamada Machi que mora numa vila do interior sem nada com um Urso falante, e ela sonha em ir morar na cidade grande, mas o Urso não quer que ela vá embora e fica a série toda fazendo coisas para que ela fique na vila.

Pois bem, no final do anime, Yoshio, um cara que passa a série toda tentando promover a vila a receber turistas usando a Machi, manda ela para um concurso de idols, forçaram ela, e eis que acaba em merda, porque ela sobe no palco e apesar das pessoas terem aplaudido ela, as coisas que Yoshio e o Urso fizeram ao longo da série fazem Machi ver as pessoas vaiando ela. Resultado: Machi acaba tão traumatizada que fica com medo da cidade grande e nunca mais quer sair da vila.

Além disso, outra reclamação foi o anime ter jogado a Machi de lado para se focar mais no Yoshio e no Natsu (o urso), do que no desenvolvimento da Machi.

Resultado disso? Fãs putos na internet com esse final, que é diferente no mangá, foi muita reclamação.

O autor original chegou a postar em seu Tumblr uma mensagem sobre o anime, confira:

''Sobre o anime

Eu vi o final do anime de Kumamiko
Parabéns a staff do anime pelo seu trabalho
Eu sinto que tiveram várias dificuldades

Eu pessoalmente senti o poder da animação
Obrigado por persistirem até o final

Eu me neguei a ver o script
Eles são profissionais, então eu deixei com eles
Então eu não sou qualificado a falar sobre

Mas se vocês quiserem saber minha opinião como um fã do trabalho original
Eu acho que
O que o Yoshio disse foi bem cruel''

A mensagem não pegou bem e o autor apagou ela do seu Tumblr, mas aí a merda já tinha sido feita porque printaram.

Pierre Sugiura, um dos escritores do anime, deletou sua conta no twitter e removeu o anime Kumamiko de sua lista de trabalhos em seu perfil no Facebook. Além disso, sua página na Wikipédia também removeu a menção a Kumamiko.

Treta viu.

7. Anime de No Game No Life usou arte sem permissão

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

É de familia...

Não foi só o Yuu que foi acusado de plágio, mas a própria staff do anime foi acusada também de ter roubado uma arte.

Em 2014 o Comitê de Produção de No Game No Life admitiu que usaram uma arte de um círculo mágico que aparece no episódio 7 sem a permissão do autor original. Eles se desculparam com os fãs e com o autor original da arte.

O autor da arte original chegou a falar sobre o incidente.

''Todos comentem erros. Pessoas que admitem seus erros e refletem sobre eles são capazes de crescer, portanto, todos por favor apoiem eles. O que é mais importante nesse incidente não é apenas o fato de que algo foi tomado sem permissão, mas que a prática de ''roubar sem repercussão'' era algo no processo de criança que quase criava raízes para outros artistas. Mesmo se eu conseguir dinheiro por conta disso, isso não vai melhorar a Indústria. Todos agora estão mais felizes que a empresa admitiu seu erro e se desculpou, certo?"

8. Quando um americano copiou Bleach na cara dura

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Ok, esse aqui não tem muita relação com anime mas pelo menos pros Estados Unidos foi tensa.

Tudo começou em Agosto de 2009, quando uma Youtuber postou um vídeo em que avaliava quadrinhos e um desses quadrinhos era o Incarnate, escrito e desenhado por Nick Simmons, que é filho de Gene Simmons, vocalista da banda Kiss.

Acontece que mais pessoas perceberam as semelhanças e logo começou uma caça nas artes roubadas, confira o compilado abaixo:

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Controvérsias da Indústria de Animes Parte 3

Porém essa comparação foi com Bleach, mas Nick plagiou VÁRIOS MANGÁS, e não foram só cenas, mas sim acontecimentos na história e personagens.

A editora que publicava Incarnate cancelou o quadrinho e muita gente foi xingar o Nick na internet. Kubo acabou comentando o caso; Tite disse que vários fãs americanos foram até ele falar que um artista americano estava plagiando Bleach, porém ele disse que não entendia inglês, e ele ficou mais impressionado com o fato do filho do Gene Simmons ser mangaká do que com o plágio em si.

-------------------------------------------------------------

O que acharam do post e das tretas aqui nelas? Se eu encontrar mais coisas faço a parte 4 em breve.


0 comentários:

Postar um comentário