Garotas Otaku estão mudando o rumo da Indústria

Garotas Otaku estão mudando o rumo da Indústria





... "a fanbase feminina se tornou uma área lucrativa e interessante, mas a indústria de anime está tendo dificuldade em captar os desejos das mulheres."

A realidade da otaku mulher se tornou um tópico importante de discussão no ano passado quando a editora Shogakukan publicou a novel "Rouhi Zukan - Akuyuu-tachi no Naisho Hanashi". Em inglês o título veio como "O dinheiro é o melhor amigo de uma garota". O livro foca nas tais "otaku joshi" (garota/mulher otaku) que levam seu amor por anime, manga, doujinshi, yaoi, idols e etc a um patamar mais elevado.

No livro, as mulheres passam uma quantidade de tempo considerável e dinheiro em seus hobbies. Algumas pessoas acreditam que essas mulheres otaku vieram para estabelecer novos padrões da indústria, e esse interesse e suporte financeiro cada vez maior por parte delas, é um ponto primordial para moldar o futuro do universo otaku.

Garotas Otaku estão mudando o rumo da Indústria

Desde o início dessa década, a cultura otaku se tornou uma coisa popular no Japão. Em um passado com um cenário predominantemente masculino, esse estilo de vida está se tornando cada vez mais atraente para as mulheres. Após a publicação de Rouhi Zukan- Akuyuu-tachi no Naisho Hanashi, muitas garotas e mulheres deixaram alguns comentários online relatando uma simpatia ou semelhança nos perfis e sentimentos demonstrados pelas mulheres do livro. Algo que várias ressaltaram foi de que os hábitos de uma garota otaku não são extravagantes, mas sim apaixonados. 

Garotas Otaku estão mudando o rumo da Indústria

Uma delas se identificou como dona de casa que também trabalha meio-período, e usa seus salários (que seriam pelo menos uns 910 dólares por mês) em doujinshi. Ela ainda ressaltou que joga um jogo de idol em seu smartphone, e que apesar de não gostar do jogo, ela continua jogando por acreditar que ele possa virar um anime se ela "apoiar" o conteúdo, seja somente compartilhando ou comprando merchandise. 

Essa "ajuda" das mulheres otaku tem se tornado cada vez mais comum. Várias indústria do Japão já estão observando essa tendência das fãs devotas. Um representante da indústria disse no evento AnimeJapan, que ocorreu em março, de que "não é um exagero dizer que são as mulheres que estão apoiando a indústria". Ele complementou dizendo que as otaku possuem um desejo maior de compra e, quando viram fãs, tendem a continuarem fãs por muito tempo.

Garotas Otaku estão mudando o rumo da Indústria

A fanbase feminina se tornou uma área lucrativa e interessante, mas a indústria de anime está tendo dificuldade em captar os desejos das mulheres. Com um catálogo de 60 títulos de animes estreando a cada temporada, a vida útil de uma série está cada vez menor do que costumava ser. Apesar da primeira temporada de Osomatsu-san ter sido um sucesso (principalmente entre as mulheres) em 2015, a segunda temporada falhou em atingir o mesmo prestígio. Parece que o entusiasmo das fãs não foi o suficiente para suportar um espaço de dois anos entre as temporadas. 

Parece que a indústria ganhou mais uma dor de cabeça... mas uma dor de cabeça boa. A mina de ouro está logo ali, só lhes faltam descobrir como escavar.

Artigo Original


0 comentários:

Postar um comentário