Japão cria Liga de Basquete exclusiva para dubladoras








Uma Liga de Basquete 3v3 Profissional de Dubladoras parece o enredo de um anime, mas é algo real no Japão.

Antigamente a sua voz era o único critério de avaliação para se tornar um dublador. Mas no mundo moderno, onde há inúmeros eventos e promoções onde os fãs interagem com os profissionais do entretenimento, o currículo agora precisa ser mais qualificado.

Se tornar uma estrela hoje na indústria de anime requer que a dubladora também seja fotogênica e saiba se portar na frente de um público, já que cada vez mais essa profissão exige lidar com pessoas de diversas áreas. Mas agora o próximo passo foi dado, onde elas serão cobradas por mais uma habilidade, e dessa vez, completamente fora de foco de suas profissões, com a formação da SJ3 League, a Liga de Basquete 3v3 Profissional de Dubladoras.

SJ3 é uma sigla para "Seiyu (dublador/dubladora) Junior Three on Three". Oficialmente reconhecida e apoiada pela Associação Japonesa de Basquete, a SJ3 League consistirá de oito equipes, sendo que todas as jogadoras são jovens dubladoras que trabalham na indústria de animes e video games.

Vídeo de Introdução da Equipe Cherubiacci

O formato 3v3 foi escolhido, muito provavelmente, porque seria muito dificil encontrar mais profissionais para se jogar de modo competitivo no formato convencional de 5v5. Porém, pode ser que seja para preparar o terreno já que o Basquete 3v3 terá sua inauguração em Jogos Olímpicos na edição de 2020 em Tokyo.

Sete dos oito times (cujo os nomes variam como WONDER ROCKET, PuaPureParty!) são fundados no Japão, e apenas um (Bei Dou) de Shanghai. O primeiro jogo da Liga acontecerá no dia 30 de Setembro no Minami Nagasaki Sports Center em Tokyo. O plano é que torneios aconteça, tanto na primavera quanto no outono. O melhor disso tudo é que os organizadores estão querendo expandir a SJ3 para anime, manga e video game.

"A ideia de criar uma Liga de Basquete para dubladoras já tem uns dois anos. A indústria tem passado por várias mudanças significativas recentemente. Algumas pessoas podem ficar um pouco céticas 'Por que colocar dubladoras para jogar?', mas isso é uma maneira delas terem algumas habilidades a mais e não se limitarem a apenas uma. A Liga nasceu dessa ideia." - Dogi Minamisawa, diretor da SJ3.

De modo geral, é uma ideia divertida. Porém, um primeiro vídeo da imprensa faz a gente perceber que vai ser um pouco difícil de levar a SJ3 League a sério, em questões atléticas. Pelo visto vai ser mais divertido ver um monte de garotas fofas correndo pela quadra e dando risadinhas.

Se bem que, se dado a opção a uma dubladora de jogar basquete ou posar em fotos com biquini para agradar seus fãs, acredito que muitas optariam por suar um pouco.

0 Comentários:

Postar um comentário